Murtosa, seguindo Felipão há 18 anos

O auxiliar-técnico de Luiz Felipe Scolari na seleção brasileira, o também gaúcho Flávio Teixeira, o Murtosa, de 50 anos, pode ser um desconhecido para boa parte da torcida, mas acompanha o substituto de Emerson Leão há 18 anos. Formado em educação física pela Universidade Federal de Pelotas (RS), onde nasceu, o auxiliar, que atuou como ponta em equipes do interior gaúcho até sofrer um grave problema no joelho, aos 26 anos, em 1977, conta que sua amizade com Scolari começou por acaso."Éramos jogadores de times rivais. Eu, atacante no Brasil de Pelotas, e ele, zagueiro no Caxias. Nosso relacionamento era apenas dentro das quatro linhas, ele de lá e eu de cá", diz Murtosa. Quando, em meados dos anos 80, dirigentes do Brasil, no qual Murtosa já era preparador físico, pediram referências de Scolari, ele avalizou a contratação. "Mesmo antes de sermos amigos, eu sempre vi no Scolari, como atleta e depois, em seu início como treinador, uma determinação e uma força muito grandes."Leia mais no Estadão

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.