Raúl Martínez/EFE
Raúl Martínez/EFE

Muslera comemora possível recorde pelo Uruguai e descarta favoritismo no Grupo A

Goleiro pode se tornar o jogador com mais partidas pela seleção uruguaia

Estadão Conteúdo

11 Junho 2018 | 15h58

O goleiro da seleção uruguaia Fernando Muslera vive a expectativa de se tornar o jogador com mais jogos pelo país em Copas do Mundo. Para chegar ao recorde, basta entrar em campo nas três primeiras partidas da primeira fase.

+ Salah treina separado do grupo e segue como dúvida para estreia do Egito na Copa

+ Roberto Carlos e Cafu colocam Brasil como 'franco favorito' para vencer a Copa

Titular do Uruguai nos Mundiais de 2010 e 2014, Muslera entrou em campo até agora por dez vezes. Se participar dos duelos iniciais no Grupo A superará em uma partida outro goleiro, Ladislao Mazurkiewicz.

"Me dá muito orgulho ver meu nome no topo da lista do Uruguai. É um orgulho pessoal e também para minha família. Toda minha vida quis jogar futebol. Depois tive o sonho de chegar à Europa e defender a seleção. Para chegar até aqui não tem sido fácil e se consegui devo muito aos companheiros que tive", comentou em entrevista coletiva nesta terça-feira.

Muslera participou junto com o restante do elenco dos primeiros treinamentos em solo russo, nesta terça-feira, na cidade de Nijni Novgorod. Os jogadores fizeram um trabalho na academia e depois, à tarde, foram ao gramado.

 

Na teoria, o Uruguai caiu em uma chave tranquila na Copa do Mundo. A seleção sul-americana está no Grupo A, ao lado de Rússia, Egito e Arábia Saudita. Muslera, no entanto, tratou de descartar qualquer favoritismo.

"Não se pode dizer isso. Hoje em dia todas as seleções evoluíram muito. Não pensamos em favoritismo. Todos os jogos serão difíceis. A Copa do Mundo reúne as melhores seleções, então esperamos passar por muita dificuldade na primeira fase", disse.

A seleção uruguaia estreia no Mundial na próxima sexta-feira, contra o Egito, às 9 horas (de Brasília), em Ecaterimburgo. No dia 20 enfrentará a Arábia Saudita, em Rostov, e fechará a participação contra a Rússia, dia 25, em Samara.

A delegação uruguaia desembarcou em solo russo no último domingo, após 15 horas de viagem de Montevidéu. Com o desgastante voo, os preparadores uruguaios promoveram um treino de recuperação física antes de os atletas terem os primeiros contatos com a bola no segundo trabalho do dia.

No último amistoso de preparação para o Mundial, a seleção do técnico Óscar Tabárez venceu o Usbequistão por 3 a 0, quinta-feira passada, em Montevidéu.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.