Mustafá anuncia planos no Sindafebol

Sindafebol. A sigla é feia e complicada, mas o projeto é a última esperança de tornar os clubes um pouco mais fortes. Pelo menos essa é a proposta de Mustafá Contursi, eleito o presidente do Sindicato Nacional das Associações de Futebol Profissional e suas Entidades Estaduais de Administração do Desporto e Ligas.Mustafá reuniu a imprensa, num café da manhã, nesta terça-feira, para anunciar os seus planos. Por enquanto, o Sindafebol não tem sede própria nem dinheiro para montar uma. Mas o dirigente garantiu que isso não vai impedir uma atuação efetiva da entidade, especialmente junto aos órgãos governamentais.O Sindafebol foi fundado há três anos, pelo ex-presidente da FPF, Eduardo José Farah. Mustafá vai comandar a entidade nos próximos três. Segundo o dirigente, o sindicato terá subsedes no interior e uma filial em Brasília. Com isso, ele aposta numa convivência mais próximas com os legisladores do Planalto.Além de Mustafá, assumiram o vice, Ângelo Verospi, o diretor-financeiro, Reinaldo Carneiro Bastos, o secretário-geral, Weber Magalhães, o diretor-financeiro, Heitor da Costa, o diretor-jurídico, Paulo Amorety, e o diretor-administrativo, Norberto Moreira da Silva.O sindicato vai propor às autoridades uma reorganização do futebol. Mustafá não reivindica nenhum tipo de anistia, mas cobra soluções que ajudem os clubes a fazer um saneamento de suas pendências - entre elas algumas fiscais, como o INSS.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.