Mustafá defesa antecipação de férias

Para o presidente Mustafá Contursi, a decisão de dar férias antecipadas para parte do elenco do Palmeiras foi uma medida acertada. E mais: que deveria ser imitada por outros clubes. "Procuramos nos encaixar dentro da lei, que prevê 30 dias de férias para os atletas", disse Mustafá.Mustafá discorda dos que acham que o momento seja inadequado. "Estamos pensando já na temporada de 2005". O presidente, porém, não conseguiu dar garantias de que esses oito atletas estarão presentes no elenco no ano que vem.Sobre a demissão do preparador de goleiros Carlos Pracidelli, Mustafá disse o mesmo que já havia dito quando demitiu o preparador físico Walmir Cruz, há um mês. "Trata-se de uma questão administrativa".Apesar de muita gente no clube achar o contrário, Mustafá tornou a dizer também que não será candidato nas eleições presidenciais marcadas para o dia 7 de janeiro. "Estou cansado", diz ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.