Mustafá diz que Luxemburgo interessa

Apesar de alguns desentendimentos entre os dois no passado, o presidente Mustafá Contursi quer Vanderlei Luxemburgo como técnico do Palmeiras. O dirigente disse a alguns colegas, nesta sexta-feira, no Paraguai, que considera Luxemburgo ótimo treinador, mas lembrou que seu temperamento é difícil. "O Vanderlei é o único técnico que sabe mudar o jogo no intervalo. Ele era o que melhor aproveitava o tempo técnico (quando havia no Campeonato Paulista), mas quando perde um ou dois jogos, transfere responsabilidade..."Em entrevista à Agência Estado, o homem forte do Palmeiras disse que Luxemburgo é um dos nomes que interessam ao clube, mas fez questão de dizer. "Cento e oitenta mil, nem pensar, não pago isso a ele de jeito nenhum." Esse era o salário que o treinador recebia no Corinthians, clube do qual foi demitido na quarta-feira.Mustafá aposta tudo em Luxemburgo, mas sabe que um acordo com o polêmico treinador nunca é muito fácil. Por isso, está de olho também em outros treinadores (7 ou 8) que "têm condições de dirigir o Palmeiras". Nomes como o de Geninho, que não é badalado nem caro, começam a surgir no Palestra Itália. "Antes do Natal definiremos o novo treinador."O presidente afirmou que deve manter os dois diretores de futebol do clube, Sebastião Lapola e Américo Faria, bastante criticados por contratações erradas, mas não deu nenhuma certeza. "Provavelmente ficarão, mas tudo pode acontecer. Nem eu sei se vou ficar." As possibilidades de mudança na diretoria são muito grandes. Márcio Araújo, coordenador de futebol, também corre riscos.Segundo Mustafá, o time precisa de reforços, mas não fará grandes investimentos. Seguirá à risca a política do bom e barato, ou ruim e barato. Nesta sexta-feira, ele esteve presente no sorteio dos grupos da Libertadores, em Assunção, para conversar com alguns dirigentes amigos e com o presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol, Nicolás Leoz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.