Mustafá não paga R$ 150 mil a Edmundo

O Palmeiras anunciou, hoje, que não está mais negociando com Edmundo. A versão oficial, dada pelo assessor de Imprensa, Márcio Trevisan, é a de que o clube suspendeu os contatos por causa da indefinição sobre a realização da Série B. O presidente Mustafá Contursi, porém, deixou claro que o problema é dinheiro. "Não dá para pagar R$ 150 mil a um jogador, num país em que o ingresso custa US$ 2,00", declarou para a Agência Estado, sem fazer referência direta a Edmundo, que queria R$ 150 mil por mês de salário. O dirigente não quer comentar sobre o imbróglio da Série B antes que haja uma definição. Mas a possibilidade de não participar da competição não é descartada no clube. "Só queremos justiça na distribuição das cotas de televisão." O Palmeiras pretende receber mais que outros clubes, como Londrina e União São João, por ter mais importância, mais torcida e dar mais audiência à tevê, como ocorre na Série A.Claudecir - O volante Claudecir está indo, por empréstimo, para o Kashima Antlers. Ficará no Japão por dois anos. O lateral-direito Pedro criticou, hoje, o clube, que, segundo ele, não dá valor aos pratas-da-casa. Disse que quer ir para o São Caetano, que tenta sua contratação. "Se permanecer aqui, ficarei muito chateado. No Palmeiras, quando o time perde, a culpa é sempre do jogador da casa."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.