Na Alemanha, estádio mudará de cor

Um velho sonho de Franz Beckenbauer começou a se tornar realidade nesta segunda-feira com o início das obras de construção do novo estádio de Munique, o Allianz Arena, que será palco de jogos da Copa do Mundo de 2006. "Construiremos um estádio que dará inveja a todos", discursou Beckenbauer, presidente do Bayern de Munique e do Comitê Organizador do Mundial. A grande atração do novo estádio será a possibilidade de deixá-lo da cor do time da cidade que estiver jogando lá. Assim, quando o Bayern for o anfitrião a área externa será vermelha; quando for o Munique 1860, será azul. Isso será possível com a projeção de luzes sobre o revestimento do estádio, que será feito com um material plástico inflável. Por causa dessa característica e de seu formato, o estádio já está sendo chamado de "bote inflável" pelos alemães. Na Copa deste ano, a atração era o estádio que "andava", em Sapporo, no Japão - o gramado era mantido ao ar livre e levado para dentro do estádio coberto pouco antes do jogo. O Allianz, que custará US$ 300 milhões, terá capacidade para 66 mil pessoas e será inaugurado em abril de 2005. Ainda não é oficial, mas provavelmente o jogo de abertura do Mundial será disputado em Munique, que abrigará outras quatro partidas, incluindo uma das semifinais - a final deverá ser em Berlim. A companhia alemã de seguros Allianz pagará US$ 100 milhões para dar nome ao estádio até 2021. Quando as obras terminarem, o Estádio Olímpico - que foi construído para a Olimpíada de 1972 - será "aposentado" por Bayern e Munique 1860 -, que mandarão suas partidas na Arena.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.