Na Arena Amazônia, Rivellino ergue a taça da Copa do Mundo

Embaixador do troféu, tricampeão mundial visita estádio da Copa na capital amazonense

O Estado de S. Paulo

19 de maio de 2014 | 17h15

MANAUS - Nesta segunda-feira, o tricampeão mundial Rivellino esteve na Arena Amazônia para mais uma parada do Tour da Taça, evento que tem levado o troféu da Copa do Mundo por todas as capitais brasileiras. Durante a visita, Rivellino lembrou que em abril de 1970 o Brasil jogou um amistoso contra uma seleção local e, em seguida, viajou ao México, onde conquistou a Copa do Mundo pela terceira vez.

"A gente fez o jogo de despedida aqui em Manaus, contra a seleção do Amazonas. Logo depois fomos ao México para conquistar o tricampeonato da Copa de 1970", relembrou Rivellino.

Emocionado, Rivellino não esconde o desejo de que o Brasil conquiste o Mundial deste ano. "Quando falo em Copa do Mundo até me arrepio. Sei da importância e privilégio em poder tocar esta Taça e eu espero que o Thiago Silva possa erguê-la desta vez. A missão não é fácil, mas tenho certeza que irão nos representar bem. Não fui capitão como o Carlos Alberto (Torres), mas vou fazer o mesmo gesto", brincou o tricampeão ao erguer a taça de ouro maciço.

Manaus foi a 20.ª capital a receber o Tour da Taça. A próxima parada será Belém, onde ficará em exposição nesta terça-feira, das 9h às 21h, no São José Liberto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.