Marceo Malaquias/Framephoto
Marceo Malaquias/Framephoto

Bahia faz 2 a 0 no Vitória e chega à decisão da Copa do Nordeste; jogo termina em briga

Segundo finalista sairá do clássico de Pernambuco entre Santa Cruz e Sport

Estadão Conteúdo

30 de abril de 2017 | 18h10

O Bahia é o primeiro finalista da Copa do Nordeste. E garantiu a sua vaga em cima do seu maior rival, o Vitória, ao vencer por 2 a 0, nesta domingo, na Arena Fonte Nova, em Salvador, e devolver a derrota do Ba-Vi disputado na última quinta-feira, no estádio do Barradão, por 2 a 1. O seu adversário vai sair do clássico de Pernambuco entre Santa Cruz e Sport, que atuaram no último sábado no estádio da Ilha da Retiro com vitória dos tricolores por 2 a 1. Eles voltam a se enfrentar nesta quarta-feira.

Como o Ministério Público determinou o clássico com torcida única, desta vez só os torcedores do Bahia entraram na Arena Fonte Nova. E fizeram bem a sua parte, empurrando o time para cima do rival. Como tinha marcado um gol fora, o Bahia jogava pela vitória por 1 a 0. O mandante foi mais agressivo, diante de um adversário que se preocupou demais em se defender.

O Bahia já tinha criado duas boas chances quando abriu o placar aos 37 minutos. Em um contragolpe, Régis fez o passe para Allione, que ajeitou e bateu no ângulo esquerdo de Fernando Miguel. No segundo tempo, a expectativa era de uma reação do Vitória, mas o Bahia voltou no ataque atrás do segundo gol.

Criou uma chance com Eduardo, aos seis, e outra com Allione, aos nove. Na terceira chance, não desperdiçou aos 14 minutos. Régis dividiu com a defesa e pegou a sobra para empurrar a bola para as redes. No entusiasmo de comemorar, ele foi abraçar os torcedores e recebeu o segundo cartão amarelo, sendo expulso. Por sorte, aos 18, Patric cometeu falta como último marcador e foi expulso, deixando o Vitória também com 10 jogadores.

O Vitória não reagiu e agora vai ter que se concentrar nas finais do Campeonato Baiano, também em mais dois clássicos contra seu maior rival. Ao todo serão quatro Ba-Vi em 11 dias. Desta vez, o primeiro duelo será disputado na Arena Fonte Nova e o segundo no estádio do Barradão. Na entrada para o túnel, após o final da partida, houve uma briga entre os jogadores dos dois times. A rivalidade deve esquentar nos próximos dois confrontos.

BRIGA

No apito final, volante Feijão, do Bahia, e o goleiro Caíque, do Vitória, trocaram socos na entrada do túnel que dá acesso aos vestiários. Outros jogadores também entraram na confusão, que se transformou em uma briga generalizada.

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.