Érico Leonan / São Paulo
Érico Leonan / São Paulo

Na Argentina, São Paulo recebe visita do atacante Calleri

Ex-jogador da equipe visita concentração tricolor em Buenos Aires; nas redes, torcida pede pelo retorno do artilheiro

O Estado de S. Paulo

15 Agosto 2018 | 16h42

Concentrado em Buenos Aires, na Argentina, para a partida desta quinta-feira contra o Colón, pela Copa Sul-Americana, o São Paulo recebeu na véspera do confronto decisivo a visita do atacante Jonathan Calleri, maior artilheiro do clube em uma mesma edição da Libertadores, com nove gols em 2016.

De férias, o jogador que defendeu o Las Palmas-ESP na última temporada europeia e deve acertar com um novo clube nos próximos dias, passou no hotel onde a delegação são-paulina está hospedada nesta quarta-feira, foi recepcionado pelo diretor executivo de futebol, Raí, ganhou uma camisa e cumprimentou antigos companheiros de time.

"O São Paulo sempre estará no meu coração. Sempre digo que fui muito feliz no clube, bem tratado por todos e tenho carinho pela torcida. Por isso, fiz questão de fazer essa visita para matar a saudade", afirmou.

Calleri chegou ao Morumbi no fim de janeiro de 2016. Balançou as redes nove vezes em 12 jogos da Libertadores e se tornou o são-paulino com mais gols em uma mesma edição – superou Luís Fabiano, autor de oito em 2004. Ao todo, fez 16 gols em 31 partidas.

Torcida pede volta de Calleri

A notícia logo animou os fãs são-paulinos, que, durante a curta passagem do argentino pelo clube, até criaram um canto em sua homenagem, entoado a cada vez que ele balançava as redes: "Ô, ô, ô... toca no Calleri que é gol!". Nas redes, muitos pediram o retorno do centroavante.

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.