Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Na briga contra a degola, Santos encara o Vitória na vazia Vila Belmiro

Com apenas seis pontos ganhos, técnico Jair Ventura precisa vencer para reconquistar confiança

Estadão Conteúdo

03 Junho 2018 | 08h14

Em confronto direto contra o risco de rebaixamento, o Santos recebe o Vitória às 16 horas deste domingo, na Vila Belmiro. Com apenas seis pontos ganhos e um jogo a menos, o time paulista venceu a única partida que fez no estádio até aqui nesta edição do Brasileirão, mas o retrospecto em 2018 e os baixos públicos recentes não fazem do palco garantia de triunfo.

+ Leia mais notícias sobre o Santos

+ Confira a tabela de classificação do Campeonato Brasileiro

+ BLOG DO ANTERO - Jair, se acostume

Em 2018, o Santos perdeu para Bragantino e São Bento na Vila Belmiro, além de empatar por 0 a 0 com o Real Garcilaso, na última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores - foi a primeira vez na história do torneio que o clube não venceu um rival peruano como mandante. Para piorar, o público foi de apenas 5.016 pagantes. Pela competição continental, o time treinado por Jair também enfrentou o Estudiantes no estádio e venceu por 2 a 0.

Em partidas de mata-mata na Vila Belmiro em 2018, o Santos empatou com o Botafogo de Ribeirão Preto por 0 a 0, e venceu nos pênaltis para se classificar para as semifinais do Campeonato Paulista, e derrotou de virada o Luverdense por 5 a 1 pela Copa do Brasil, apesar de terminar o primeiro tempo empatado e registrar prejuízo de R$ 30 mil por causa do público de apenas 3.590 pagantes.

Os resultados do Santos no Pacaembu, onde opta por jogar metade das partidas como mandante, também não são animadores. Pelo Campeonato Brasileiro, venceu o Ceará na estreia do torneio, mas foi derrotado pelo Cruzeiro no último domingo. Nos três melhores públicos do clube no ano, o time empatou por 1 a 1 com o Corinthians, pela fase de classificação do Paulistão, venceu o Nacional do Uruguai por 3 a 1, pela Libertadores, e perdeu por 1 a 0 para o Palmeiras, pelas semifinais do torneio estadual.

Para o duelo contra o Vitória, Jair Ventura mais uma vez não poderá contar com os lesionados Arthur Gomes, Vitor Bueno e Alison, que não têm previsão de volta, e Diogo Vitor, que cumpre suspensão preventiva por testar positivo em exame antidoping. O Santos vai ultrapassar o adversário se conseguir o triunfo, mas depende de um empate do Bahia ou de uma derrota simples da Chapecoense para deixar a zona do rebaixamento.

Se perderem, Atlético-PR e Botafogo também podem ser passados pelo Santos, que teria de tirar seis e quatro gols de saldo, respectivamente. O problema é que equipe treinada por Jair Ventura não marca há quatro jogos - o último foi o gol contra feito por Paulinho, lateral do Luverdense, em derrota santista por 2 a 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.