Acervo / Chapecoense
Acervo / Chapecoense

Na briga contra o rebaixamento, Chapecoense contrata Guto Ferreira

Técnico deve iniciar segunda passagem no próximo domingo

Estadão Conteúdo

07 Agosto 2018 | 10h07

Poucas horas depois de anunciar a saída de Gilson Kleina, a Chapecoense oficializou o retorno do técnico Guto Ferreira, um sonho antigo do presidente Plínio David De Nes Filho. Essa será a segunda passagem do treinador pelo time de Chapecó, onde trabalhou entre 2015 e 2016.

Guto estava no mercado desde o início de junho, quando deixou o Bahia. Com 52 anos, foi o comandante responsável por montar o elenco que mais tarde chegou à final da Copa Sul-Americana de 2016.

A primeira passagem de Guto pela Chapecoense se iniciou em setembro de 2015, na reta final do Campeonato Brasileiro. Ele chegou para substituir Vinícius Eutrópio e afastar o risco de rebaixamento. O treinador manteve o clube na primeira divisão e ainda conquistou a vaga na Copa Sul-Americana. Em 2016, foi campeão catarinense e ganhou a confiança do torcedor, mas ficou em Chapecó só até junho.

Sondado pelo Bahia, o treinador acabou seduzido pela proposta do time nordestino e deixou a equipe de Santa Catarina, que mais tarde contratou Caio Júnior e chegou até a final da Sul-Americana, quando um acidente aéreo provocou 71 mortes.

Agora, então, Guto volta para Chapecó com a mesma missão da primeira passagem: salvar a Chapecoense do rebaixamento. Com 18 pontos em 17 jogos, o clube é o primeiro fora da zona degola, à frente do Santos, que tem 17 - mas com um jogo a menos.

Guto tem um currículo extenso. Ele começou como treinador das categorias de base do Internacional, mas foi na Ponte Preta onde ganhou projeção nacional. Em 2017, comandou o Inter na Série B do Campeonato Brasileiro e conseguiu recolocar o clube na elite do futebol nacional, mas acabou sendo demitido.

A sua estreia na Chapecoense deve ser no domingo, às 16 horas, contra o Corinthians na Arena Condá, pela 18ª rodada do Brasileirão.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.