David W Cerny/Reuters
David W Cerny/Reuters

Na briga contra rebaixamento, Villarreal demite técnico Javi Calleja

Treinador estava no clube desde sua estreia na função, há sete temporadas

Estadão Conteúdo

10 de dezembro de 2018 | 10h26

Javi Calleja não é mais o técnico do Villarreal. A diretoria do clube espanhol anunciou nesta segunda-feira a rescisão do contrato com o treinador. "O clube quer agradecer ao treinador pelo seu trabalho, dedicação e profissionalismo em frente ao banco amarelo desde que assumiu o cargo no início do ano passado e deseja-lhe boa sorte em sua carreira esportiva", anunciou a diretoria da equipe em comunicado oficial.

Calleja, de 40 anos, passou toda a sua carreira como treinador no Villarreal, tendo chegado ao clube há sete temporadas para trabalhar na categoria de base. Depois de faturar diversos títulos nas divisões de base e passar um período breve e bem-sucedido no Villarreal B, o técnico assumiu o time principal, tendo comandado a equipe por 65 partidas oficiais.

Como jogador de futebol profissional, Calleja jogou no Villarreal, de 1999 a 2006, incluindo um dos momentos mais importantes do clube, ao disputar as semifinais da Liga dos Campeões, em 2006, ao lado do argentino Riquelme.

No Espanhol deste ano, o Villarreal é o 17º colocado, com apenas 14 pontos. O time soma três vitórias, cinco empates e sete derrotas. O próximo jogo será domingo diante do lanterna Huesca, fora de casa. Em comunicado oficial, a diretoria do clube revelou que um novo treinador será anunciado nas próximas horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.