Ponte deve ter Rhayner no lugar de Taiberson para jogo com Rio Claro

Time de Campinas vai com força máxima para última rodada

Estadão Conteúdo

08 de abril de 2016 | 19h01

Num clima de tranquilidade e confiança os jogadores da Ponte Preta se apresentaram, nesta sexta-feira à tarde, dois dias antes do jogo decisivo contra o Rio Claro, domingo, às 16 horas. Este confronto, o último da fase de classificação do Campeonato Paulista, pode valer uma vaga nas quartas de final. O time vai com força máxima, tendo como baixa apenas o atacante Taiberson, suspenso com três cartões amarelos. Deve ser substituído por Rhayner.

A mudança, porém, não foi confirmada pelo técnico Alexandre Gallo, que costuma deixar a escalação de lado para fazer mistério. Rhayner, recondicionado fisicamente, pode atuar mais aberto, usando sua força e velocidade. O meia Cristian pode ser outra opção ou até mesmo Felipe Menezes, com mais ritmo de jogo. A alternativa ofensiva seria o garoto Clayson.

No sábado passado, em Campinas, a Ponte se livrou da ameaça do rebaixamento, quando fez 7 a 2 sobre o Água Santa, a maior goleada da competição. Na quinta-feira, com um time alternativo, venceu a Caldense, por 2 a 1, em Poços de Caldas, no jogo de ida da Copa do Brasil, abrindo vantagem para o jogo da volta - na outra quinta-feira, às 20h30.

TUDO IGUAL - Agora voltou as atenções para buscar uma das vagas do Grupo B, o mais equilibrado do Paulistão. Os cinco integrantes entram em campo com chances de classificação. Com 19 pontos, o time campineiro ocupa a quarta posição e, se vencer, irá aos 22 pontos.

Depois vai torcer contra seus concorrentes. O líder Palmeiras, com 21 pontos, vai atuar fora diante do Mogi Mirim, que precisa da vitória para tentar fugir do rebaixamento. O vice-líder Novorizontino, com 21 pontos, vai enfrentar o Corinthians, no Itaquerão. Terceiro colocado, com 20 pontos, o São Bernardo vai ter o duelo regional com o Água Santa, de Diadema, que tem 16 pontos e precisa vencer para escapar do descenso.

APOIO DA TORCIDA - A expectativa é de que quase dois mil torcedores devem superar os 93 quilômetros que separam as cidades de Campinas e Rio Claro. A diretoria pediu três mil bilhetes para o clube mandante e vai vendê-los até domingo cedo ao preço de R$ 40 e R$ 20. Dez ônibus foram cedidos gratuitamente para o sócio torcedor.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.