Na chegada ao Rio, Parreira sai do aeroporto pelos fundos

O treinador da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, não quis saber de encarar imprensa e torcedores na chegada ao Rio de Janeiro, na manhã desta segunda-feira. Sob orientação da segurança do Aeroporto Internacional Tom Jobim para evitar tumulto no terminal de desembarque, o técnico saiu pelos fundos e foi direto para sua casa. Muitos jornalistas e vários curiosos, entre eles algumas pessoas com a camisa da seleção brasileira, esperavam alguma declaração de Parreira.Quem também viajou de Frankfurt para o Rio de Janeiro foram o coordenador-técnico Zagallo, o lateral-esquerdo Gilberto e parte da comissão técnica da seleção. Outros oito jogadores - entre eles o capitão Cafu e os reservas Cicinho e Rogério Ceni -, o preparador físico Moraci Sant´Anna e o fisioterapeuta Luiz Alberto Rosan desembarcaram mais cedo no Aeroporto de Cumbica, em São Paulo.O restante da delegação - formada por vários titulares como Ronaldinho Gaúcho, Ronaldo, Adriano e Roberto Carlos - preferiu ficar na Europa por mais alguns dias e só voltarão ao Brasil, provavelmente, após o término da Copa do Mundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.