Na China, Anelka diz que seu time quer contratar Drogba

Apresentado oficialmente no Shanghai Shenhua, nesta quinta-feira, o atacante Nicolas Anelka revelou que o clube chinês pretende contar com Didier Drogba, seu ex-companheiro de Chelsea, no futebol local.

AE, Agência Estado

16 de fevereiro de 2012 | 18h19

"Não quero dizer muita coisa, mas espero que Drogba venha para cá", afirmou o atacante, que trocou o Chelsea pelo futebol chinês na janela de transferências de janeiro. Segundo a imprensa inglesa, o clube chinês já teria condições de bancar o alto salário de Drogba, que ganha cerca de US$ 420 mil (R$ 720 mil) por semana na Inglaterra.

Drogba, de 33 anos, defende as cores do Chelsea de 2004. Seu contrato termina ao fim da atual temporada, em junho. Mesmo com a proximidade do fim do seu vínculo, o atacante da Costa do Marfim ainda não se manifestou sobre o seu futuro.

A contratação de Anelka seria apenas o primeiro movimento do clube chinês, interessado em reforçar seu elenco com outros nomes de impacto. "A chegada de Anelka não apenas melhorará o nível da competição, mas também ajudará a aumentar o interessa da imprensa europeia pelo futebol chinês", comentou Zhou Jun, dirigente do Shanghai Shenhua. Jun evitou fazer comentários sobre o suposto interesse do clube por Drogba.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolAnelkaDrogba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.