Edgar Su/Reuters
Edgar Su/Reuters

Na Copa da Ásia, Japão derrota o Iraque e fica perto de classificação

De pênalti, Honda marca o gol da vitória aos 23 do primeiro tempo e japoneses chegam a duas vitórias em dois jogos na Austrália

Estadão Conteúdo

16 de janeiro de 2015 | 09h17

O Japão se aproximou da classificação às oitavas de final da Copa da Ásia nesta sexta-feira. Na última partida da segunda rodada, a equipe derrotou o Iraque por 1 a 0, em Brisbane, manteve os 100% de aproveitamento após duas partidas e precisará apenas de um empate no último jogo para ir à segunda fase do torneio.

O resultado levou o Japão a seis pontos no Grupo D, três à frente do próprio Iraque e da Jordânia, que goleou a Palestina nesta sexta por 5 a 1. Na última rodada, terça-feira que vem, o Japão enfrenta em Melbourne a Jordânia, que precisa da vitória para seguir sonhando. Já o Iraque pega a lanterna Palestina, em Camberra.

Nesta sexta-feira, o Japão foi dominante desde o início e não demorou para chegar ao gol da vitória. Aos 23 minutos, Honda sofreu pênalti, que ele mesmo cobrou com categoria para garantir o resultado.

O próprio Honda, no entanto, não esteve em um de seus melhores dias e só por isso a vitória japonesa não foi mais tranquila. O meia do Milan acertou a bola na trave em três oportunidades, sendo que em uma delas, já na reta final da partida, recebeu cruzamento da esquerda e estava praticamente sem goleiro pela frente.

Se o Japão precisou suar, a Jordânia atropelou a Palestina com atuação de gala Hamza Aldaradreh. Apenas terceira opção do ataque quando a competição iniciou, o jogador ganhou uma chance do técnico Ray Wilkins e não decepcionou, se tornando apenas o quarto jogador na história da competição a marcar quatro vezes em uma partida.

Yousef Ahmad marcou o outro gol da Jordânia, mas foi o tento da Palestina que chamou mais atenção. Quando o jogo já estava 5 a 0, Jaka Hbaisha descontou, aos 40 minutos do segundo tempo, e entrou para história. Foi o primeiro gol do país na Copa da Ásia em todos os tempos, apenas em sua segunda partida na competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.