Vinnicius Silva/Cruzeiro
Vinnicius Silva/Cruzeiro

Na decisão do Mineiro, Léo vai em busca de objetivos pessoais pelo Cruzeiro

Zagueiro alcança 350 jogos pelo clube e pode conquistar o oitavo título neste sábado

Redação, Estadão Conteúdo

16 de abril de 2019 | 20h08

Além do título mineiro, o zagueiro Léo entra em campo, sábado, no estádio Independência, às 16h30, para o segundo jogo decisivo do campeonato estadual diante do Atlético-MG, com alguns objetivos pessoais. No Cruzeiro desde 2010, ele já conquistou sete títulos: três mineiros (2011, 2014 e 2018), duas Copa do Brasil (2017 e 2018) e dois brasileiros (2013 e 2014).

"A gente fica feliz pelo momento, pela marca de 350 jogos, estar fazendo gols, ajudando o Cruzeiro a sair com as vitórias. Fico feliz de ajudar o clube, honrado. Terceiro zagueiro com mais gols com a camisa do Cruzeiro. Fico feliz, procuro sempre evoluir, crescer. Esses momentos sempre vão aparecer por consequência do trabalho diário", afirmou o atleta, de 31 anos, autor do gol da vitória de domingo, no Mineirão, no primeiro jogo da decisão, em entrevista coletiva, nesta terça-feira.

O zagueiro mostra que ótima forma física ao 31 anos, tendo disputado os últimos nove jogos inteiros. Na temporada, participou de 17 das 19 partidas do Cruzeiro na temporada. Nesta terça, Léo contou qual é o "segredo" para a sua vitalidade.

"Ter uma boa alimentação ajuda na parte física. Treino bem forte e bastante descanso também ajudam", disse o jogador, que é o terceiro zagueiro artilheiro do Cruzeiro, com 21 gols em 352 jogos. Acima dele estão Cris (25 gols em 260 jogos) e Geraldão (30 gols em 170 jogos).

"Claro que o grande objetivo é fazer com que o Cruzeiro saia vencedor. Mas o segundo objetivo é ir alcançando essas marcas. O Cris é o segundo. A gente vai aos pouquinhos buscando a segunda colocação entre os zagueiros que mais fizeram gols com a camisa do Cruzeiro. Acredito que com isso tudo é o Cruzeiro quem sai beneficiado, por a gente poder marcar gols e buscar os resultados", afirmou.

Léo aproveitou para fazer uma análise do primeiro jogo e projetou o que espera para a segunda partida decisiva do Campeonato Mineiro, apontando a importância de o Cruzeiro só precisar de um empate no Independência para faturar o bicampeonato estadual.

"A equipe adversária veio mais compacta, esperando atrás. Conseguimos fazer um bom jogo, inverter a vantagem do adversário. Ao meu ver, fizemos um bom jogo. Sabíamos que o jogo seria difícil, se tratando de um clássico, uma final, tudo que envolve. Tínhamos o objetivo de inverter a vantagem que era do adversário, e conseguimos. É um duelo de 180 minutos e estamos cientes e preparados para trabalhar, focar, dedicar, e cumprir o nosso objetivo no final de semana para conquistar mais um título", comentou.

O técnico Mano Menezes sinalizou com a volta de Thiago Neves para a segunda partida da final, sendo que o meia não atua desde 10 de março por causa de um problema muscular. Para o zagueiro Léo, será um reforço decisivo. "O Thiago é um excelente jogador, meia com qualidade técnica incrível, é decisivo. Vai nos ajudar muito. É um jogador de muita qualidade, técnico. Vem para agregar, voltando de lesão, vai dar sua parcela de colaboração também."

Os jogadores do Cruzeiro voltaram aos trabalhos nesta terça-feira, na Toca da Raposa II. No sábado, a equipe encara o rival, fora de casa, e o empate basta para a conquista do bicampeonato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.