Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Na despedida de Eurico Miranda, Vasco se reabilita e vence Nova Iguaçu

Equipe cruzmaltina bateu adversário por 4 a 2 em São Januário com portões fechados

Estadão Conteúdo

21 Janeiro 2018 | 19h34

No último dia de Eurico Miranda como presidente - eleito na última sexta-feira, Alexandre Campello assume o cargo a partir desta segunda-feira -, o Vasco se reabilitou da derrota para o Bangu, na estreia da Taça Guanabara - o primeiro turno do Campeonato Carioca - e venceu o Nova Iguaçu por 4 a 2, pela segunda rodada, no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro.

+ Em ato inédito, Conselho Deliberativo do Vasco elege Alexandre Campello

+ Leia mais notícias sobre o Vasco

Por conta de toda a polêmica envolvendo as eleições, o jogo foi realizado mais uma vez com os portões fechados. Do lado de fora houve protestos de cerca de 500 torcedores. Muitos rojões eram ouvidos durante a partida. Evander, Andrés Rios, Yago Pikachu e Andrey marcaram para o Vasco, que somou os primeiros três pontos no Grupo B. Já o Nova Iguaçu segue sem vencer - empatou com a Cabofriense na estreia - e amarga a lanterna da chave.

A partida começou bastante movimentada, com cada time criando uma oportunidade. Adriano chutou e o goleiro uruguaio Martin Silva espalmou. Depois, Paulinho viu a sua finalização passar raspando a trave de Jefferson. Aos 15 minutos, Evander aproveitou cruzamento de Henrique e cabeceou para colocar o Vasco na frente. Na sequência, aos 27, Henrique cruzou rasteiro e Andrés Rios ampliou com um leve desvio.

Após o segundo gol, o time da casa recuou e viu o Nova Iguaçu quase empatar em dois lances: Robinho na rede pelo lado de fora e Murilo, de cabeça, exigindo grande defesa de Martin Silva.

Na volta do intervalo, o Nova Iguaçu seguiu em cima do Vasco e, depois de Martin Silva defender falta cobrada por Murilo Henrique, o zagueiro diminuiu de cabeça aos 16 minutos. Insatisfeito com o comportamento do time no segundo tempo, o técnico Zé Ricardo colocou Rafael Galhardo e Caio Monteiro nos lugares de Wellington e Paulinho, respectivamente. Com isso, liberou Yago Pikachu para o ataque.

O Nova Iguaçu insistia demais nos cruzamentos e foi justamente assim que aconteceu o empate. Martin Silva ficou no meio do caminho após cruzamento e Bruno Smith apareceu na segunda trave para completar de cabeça.

No entanto, o Vasco se recuperou do susto rápido. Yago Pikachu recebeu livre de marcação nas costas da defesa e bateu rasteiro na saída de Jefferson, aos 35 minutos. Sete minutos depois, Andrey apareceu na segunda trave e cabeceou para fazer o quarto do time cruzmaltino.

O Vasco volta a campo nesta quarta-feira contra a Cabofriense, às 17 horas, no estádio Elcyr Resende, em Saquarema (RJ), enquanto que o Nova Iguaçu recebe o Volta Redonda nesta quinta, às 16h30, em Nova Iguaçu (RJ).

FICHA TÉCNICA

VASCO 4 x 2 NOVA IGUAÇU

VASCO - Martín Silva; Yago Pikachu, Ricardo, Erazo e Henrique; Wellington (Rafael Galhardo), Desábato (Bruno Paulista), Wagner e Evander (Andrey); Paulinho (Caio Monteiro) e Andrés Rios (Paulo Vitor). Técnico: Zé Ricardo.

NOVA IGUAÇU - Jefferson; Daniel Damião (Wallace), Raphael Azevedo, Murilo Henrique e Lucas; Paulo Henrique, Caio Cezar (Ronan), Robinho (Bruno Smith) e Jonathan (Vinícius Paquetá); Wescley (Vinícius Matheus) e Adriano. Técnico: Edson Souza.

GOLS - Evander, aos 15, e Andrés Rios, aos 27 minutos do primeiro tempo; Murilo Henrique, aos 16, Bruno Smith, aos 31, Yago Pikachu, aos 35, e Andrey, aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÃO AMARELO - Murilo Henrique (Nova Iguaçu).

ÁRBITRO - Rodrigo Carvalhaes de Miranda.

RENDA e PÚBLICO - Jogo com portões fechados.

LOCAL - Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.