Reuters
Reuters

Na Espanha, Ronaldo Fenômeno pede responsabilidade: 'É para ficarmos em casa'

Presidente do Valladolid, ex-atacante brasileiro destaca medidas adotadas pelo clube espanhol para evitar contaminação

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de abril de 2020 | 11h13

A Espanha é um dos países mais afetados no mundo pela pandemia do novo coronavírus. Até esta quinta-feira são quase 11 mil mortes no total, de acordo com o Ministério da Saúde espanhol, e mais que 117 mil pessoas infectadas pela covid-19. Presidente do Valladolid, clube da primeira divisão, desde 2018, Ronaldo Fenômeno está na cidade espanhola trabalhando de sua casa e explicou como o time está se adaptando durante a quarentena imposta pelo governo.

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
E para que possamos mudar esse cenário bastante complicado, a melhor solução é ter muita paciência e responsabilidade. Como dizem as autoridades de saúde e do governo, é para ficarmos em casa
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
Ronaldo Fenômeno, presidente do Valladolid e ex-jogador

"Estamos nos adaptando a isso, pois é uma situação sem precedentes. Nunca havíamos passado por algo parecido antes. Por isso, estamos trabalhando cada um na sua respectiva casa, por videoconferência, mantendo contato online todos os dias. E não só dentro do clube, mas com todas as entidades do futebol, como LaLiga, a Federação Espanhola", disse.

Ronaldo aproveitou para enviar uma mensagem de apoio durante a crise. "Estamos passando por um momento de extrema dificuldade e sacrifício para todos nós. E para que possamos mudar esse cenário bastante complicado, a melhor solução é ter muita paciência e responsabilidade. Como dizem as autoridades de saúde e do governo, é para ficarmos em casa, para que essa crise se resolva o quanto antes", pediui.

De casa, o ex-jogador revelou que um dos pontos a serem retrabalhados pelo clube, por conta da quarentena, é a construção da "Cidade Esportiva" - novo conceito proposto pelos clubes espanhóis, que confere um importante papel aos times de base, auxiliando na formação de atletas capazes de integrar o elenco principal. "Mesmo com esses problemas, não podemos ficar parados. Nosso projeto de cidade esportiva para o clube, por exemplo, que estava para começar agora em abril, terá que ser adiado", explicou.

No Campeonato Espanhol, muitas equipes adotaram o projeto pensando em objetivos a longo prazo, seja construindo uma nova instalação a partir do zero, reformando as existentes ou ampliando o complexo esportivo que já possuem. Tais iniciativas, de acordo com Ronaldo, visam melhorar o nível competitivo, os resultados da equipe principal e o clube em geral, com o foco no fortalecimento da base, para torná-la uma das mais poderosas do futebol espanhol.

Tudo o que sabemos sobre:
RonaldinhoValladolidcoronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.