Maurícia da Matta/Vitória
Maurícia da Matta/Vitória

Na espera por reforços, Vitória corre atrás de reabilitação no Barradão

Lutando para deixar a zona de rebaixamento, rubro-negro baiano recebe o Atlético-MG

Estadão Conteúdo

26 Agosto 2018 | 07h10

Dono da pior defesa do Campeonato Brasileiro com 40 gols sofridos, o Vitória aposta no fator casa para voltar a ganhar. Dos 19 pontos conquistados até o momento, 14 foram dentro do Barradão, que será usado como arma para o time quebrar uma sequência de cinco tropeços consecutivos. Para o duelo contra o Atlético Mineiro, neste domingo, às 16 horas, o técnico Paulo César Carpegiani deve novamente utilizar alguns jogadores da base, enquanto aguarda a chegada de reforços.

Assim como foi na derrota por 1 a 0 para o Flamengo, no Maracanã, o treinador tem feito uma mescla no elenco, tentando encontrar o time ideal para se reabilitar na competição. O zagueiro Lucas Ribeiro, o meia Léo Gomes e o atacante Léo Ceará devem seguir entre os titulares. As dúvidas estão concentradas no sistema defensivo.

Aderllan saiu de campo na última rodada com dores na coxa e deve ser preservado. A tendência é que Kanu, vetado contra o Flamengo, assuma a função caso seja liberado pelos médicos. Mas Ruan Renato continua na briga por um lugar entre os titulares. As demais posições não devem ser alteradas.

"Existe uma preocupação com a defesa. Vamos ter que olhar os garotos da base. A direção já está ciente disso e acredito que podemos ter novidades na próxima semana. Temos que melhorar bastante para conquistar nossos objetivos. O time precisa jogar mais, impor uma dificuldade maior ao adversário. Estamos trabalhando", garantiu o treinador, que estreou domingo passado na derrota, em casa, para o Palmeiras, por 3 a 0.

A situação do Vitória é preocupante. A derrota para o Flamengo deixou o time dentro da zona de rebaixamento e com apenas 19 pontos.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.