Na estreia como técnico, Fernandão põe Inter no ataque

Ídolo da torcida desde que comandou a conquista dos títulos da Libertadores e do Mundial em 2006, o ex-atacante Fernandão estreia na profissão de técnico dirigindo o Internacional neste domingo, contra o Atlético-GO, a partir das 16 horas, no Beira-Rio, em Porto Alegre. Ele substitui Dorival Júnior, demitido na última sexta-feira, depois da derrota para o Atlético-MG por 3 a 1. E promete colocar o time no ataque. "A torcida gosta de ver o Internacional agredindo, se impondo ao adversário", avisou o novo treinador.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

22 de julho de 2012 | 08h03

A disposição de mandar o time para a frente não significa deixar de brigar pela posse de bola. No primeiro treino que comandou, na sexta-feira, Fernandão orientou os jogadores a marcarem por pressão a saída de bola do adversário e também a exercitarem movimentos ofensivos.

Para a estreia, o novo técnico não poderá escalar o lateral-direito Nei, contundido, e o meia argentino D''Alessandro, suspenso. Edson Ratinho deve entrar na defesa, enquanto Lucas Lima e Fred disputam a vaga disponível no meio-de-campo titular do Inter.

Depois da derrota para o Atlético-MG, o Inter ficou estacionado nos 16 pontos e se afastou um pouco do G4, o grupo dos quatro primeiros colocados do Brasileirão. Mas uma vitória neste domingo, contra o lanterna Atlético-GO, pode recolocar o time gaúcho em boa posição.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoInter

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.