Staff Imagens/ Flamengo
Staff Imagens/ Flamengo

Na estreia de Dorival Júnior, Flamengo empata com Bahia e cai para o quinto lugar

Equipe fica no empate por 0 a 0 e perde a chance de assumir a liderança do Brasileiro

FERA

29 Setembro 2018 | 23h13

Na estreia do técnico Dorival Júnior em lugar de Maurício Barbieri, demitido na sexta-feira, o Flamengo desperdiçou a chance de assumir a liderança provisória do Campeonato Brasileiro ao empatar sem gols com o Bahia, nesta noite de sábado, na Arena Fonte Nova, pela 27.ª rodada da competição. O time mostrou abatimento pela eliminação da Copa do Brasil, após derrota para o Corinthians, por 2 a 1, na última quarta-feira.

Se vencesse o time carioca, a equipe se igualaria ao São Paulo em número de pontos (51), mas ficou com 49, caindo para quinto lugar, uma vez que o Grêmio chegou aos 50 pontos ao vencer o Fluminense por 1 a 0. O Bahia soma 30 pontos, em 14.º lugar, e está bem perto da zona de rebaixamento. A Chapecoense, que abre a degola, tem 28 pontos.

O Bahia foi mais presente no primeiro tempo, teve maior volume de jogo, porém, finalizou muito pouco a gol. Até arriscou de longe como num chute forte de Léo que passou perto da trave direita de César, aos 22 minutos, e num chute em curva de Ramires, de apenas 18 anos, que levantou a torcida nas arquibancadas. A bola também foi para fora.

O Flamengo, acuado em seu campo, não conseguia fazer a transição da defesa ao ataque. Dorival Júnior armou um ataque diferente com Vitinho e o garoto Lincoln, de 18 anos, aproveitando as ausências de Henrique Dourado e Uribe. Mas eles não justificaram suas escalações.

Na parte final, dois lances geraram polêmica e reclamações. Aos 39 minutos, Cuellar tentou aliviar na pequena área e a bola tocou na mão direita de Léo Duarte. Houve a reclamação de pênalti, bem como no lance individual de Zé Rafael que entrou na área enfileirando os zagueiros e perdeu o equilíbrio na frente de Réver. A torcida xingou muito o árbitro de ladrão.

Aos cinco minutos do segundo tempo, a torcida tricolor levou um susto quando o goleiro Anderson saltou com Vitinho e deixou a bola escapar entre suas mãos. O atacante flamenguista, desequilibrado, deu um leve toque na bola que seguia em direção ao gol. Mas o zagueiro Lucas Fonseca chegou de carrinho para aliviar.

Era uma demonstração de mudança de atitude do Flamengo, que adiantou sua marcação, ganhou a posse de bola, porém, sem chegar em boas condições de finalização. O Bahia sentiu a pressão e só acordou na parte final.

Aos 32 minutos, na frente da área, Élber fez o giro e soltou a bomba. O goleiro César teve dificuldade até para rebater a bola, que saiu espirrada pela frente. Três minutos depois, Zé Rafael desceu pela esquerda e bateu cruzado para fora, levantando a torcida. Com os times cansados, os técnicos queimaram suas substituições. A última chance de gol saiu aos 48 minutos, quando Renê levantou na pequena área, Willian Arão cabeceou de cima para baixo, mas para fora.

O Bahia agora se concentra no duelo contra o Botafogo, quarta-feira, às 21h45, no Engenhão, pela volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana. O time tricolor vai ao Rio de Janeiro defender a vantagem de 2 a 1, conquistada na Arena Fonte Nova. O empate serve para chegar às quartas. Pelo Brasileiro, retorna a campo diante do Grêmio, no próximo sábado, às 21 horas, em Porto Alegre, pela 28.ª rodada. O Flamengo vai reencontrar o Corinthians na arena alvinegra, na sexta-feira, às 21 horas de sexta-feira.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 0 X 0 FLAMENGO

BAHIA - Anderson; Bruno (Nino Paraíba), Douglas Grolli, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Ramires (Vinícius), Zé Rafael (Clayton) e Ramires; Élber e Gilberto. Técnico: Enderson Moreira.

FLAMENGO - César; Pará, Léo Duarte, Réver e Trauco (Renê); Cuéllar, Willian Arão, Lucas Paquetá e Éverton Ribeiro; Lincoln (Marlos Moreno) e Vitinho (Berrío). Técnico: Dorival Júnior.

ÁRBITRO - Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG).

CARTÕES AMARELOS - Élber e Douglas Grolli (Bahia).

RENDA - R$ 1.171.225,00.

PÚBLICO - 31.626 pagantes.

LOCAL - Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.