Fábio Leone/PontePress
Fábio Leone/PontePress

Na estreia de Gilson Kleina, Ponte Preta vence CRB e quebra jejum de oito jogos

Equipe de Campinas faz 1 a 0 sobre alagoanos, dentro de casa, pela Série B

Estadão Conteúdo

06 Outubro 2018 | 20h58

Na estreia do técnico Gilson Kleina, que iniciou sua terceira passagem pelo clube, a Ponte Preta venceu o CRB por 1 a 0, neste sábado, no estádio Moisés Lucarelli, pela 30.ª rodada da Série B.

O resultado quebrou o jejum de oito jogos sem triunfos e deixou o time campineiro na décima posição, com 40 pontos. Já o CRB segue em sua luta contra o rebaixamento, com 31 pontos, em 17.º lugar.

Quarto técnico da Ponte Preta na competição, Kleina substituiu Marcelo Chamusca e optou por fazer várias mudanças. Entre elas, deixou de fora o atacante Júnior Santos, autor de sete gols. Fez a opção por escalar jogadores experientes, como Danilo Barcelos e Tiago Real, e também pelo esquema 4-4-2. Mas o time não encaixou.

Mesmo assim, a Ponte Preta criou duas boas chances para marcar. A primeira aos 22 minutos, quando André Luís desceu pelo lado esquerdo e fez o passe lateral para Hyuri, travado no momento do chute. E outra aos 28 minutos, quando André Luís não desistiu do lançamento, chegou antes que Anderson Conceição e tocou por cobertura. A bola, porém, caprichosa, tocou na trave e voltou nas mãos do goleiro João Carlos.

Quarto técnico do CRB na competição, Roberto Fernandes foi ainda mais radical, com seis mudanças para, segundo ele, dar equilíbrio ao time alagoano. Até que se comportou bem na marcação, mas foi pouco eficiente no ataque. Não teve uma chance clara em todo primeiro tempo.

O curioso é que quase abriu o placar no primeiro minuto da etapa final, quando Felipe Menezes arriscou de fora da área e a bola quicou na frente de Ivan, que deu rebote. A sobra ficou com Diego Rosa que isolou a bola no alto, bem longe. Justificou porque o CRB tem o pior ataque da competição, com apenas 21 gols.

Quando a torcida já tinha perdido a paciência e começava a vaiar, a Ponte Preta abriu o placar. Danilo Barcelos cobrou escanteio em curva e André Luís se antecipou na primeira trave para desviar de cabeça, aos 27 minutos. O gol aliviou a pressão. Tanto que Danilo Barcelos cobrou bem uma falta na frente da área e acertou o travessão, aos 31 minutos.

Não restou outra alternativa ao time visitante a não ser atacar. O empate quase saiu aos 33 minutos, quando Elias cabeceou e Ivan saltou bem alto para espalmar, fazendo grande defesa. No minuto seguinte, Rafael Carioca soltou bomba de longe, a bola desviou e passou perto, indo para escanteio. A reação, porém, foi atrapalhada pela expulsão de Willians Santana, aos 36 minutos, após falta violenta sobre André Luís.

Aos 40 minutos, a Ponte Preta poderia ter ampliado em uma jogada individual de Júnior Santos, que arrancou desde o campo defensivo. Já na grande área, após a finalização, a bola bateu no braço de Everton Sena, o que provocou a reclamação de um pênalti não marcado. O árbitro interpretou como jogada involuntária.

Com o volante Nathan no lugar de Matheus Vargas, a Ponte Preta se fechou e não se arriscou mais. Desta forma, enfim, voltou a vencer. Isso não acontecia desde 14 de agosto, diante do Criciúma (3 a 1). Depois, foram cinco empates e três derrotas.

Na próxima rodada, a Ponte Preta vai enfrentar o CSA, sexta-feira, em Maceió. O CRB vai fazer outro jogo fora, desta vez diante do Paysandu, em Belém, já na próxima terça-feira.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 1 X 0 CRB

PONTE PRETA - Ivan; Igor Vinícius, Renan Fonseca, Reginaldo e Danilo Barcelos; João Vitor, Lucas Mineiro, Matheus Vargas (Nathan) e Tiago Real (Roberto); André Luis e Hyuri (Júnior Santos). Técnico: Gilson Kleina.

CRB - João Carlos; Everton Sena, Lázaro, Anderson Conceição e Rafael Carioca; Claudinei, Serginho (Rafael Costa), Edson Ratinho (Elias) e Felipe Menezes (Leilson); Willians Santana e Diego Rosa. Técnico: Roberto Fernandes.

GOL - André Luis, aos 27 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Péricles Bassols Pegado Cortez (PE).

CARTÕES AMARELOS - Tiago Real, André Luís e Igor Vinícius (Ponte Preta). Rafael Carioca, Felipe Menezes, Willians Santana e Everton Sena (CRB).

CARTÃO VERMELHO - Willians Santana (CRB).

RENDA - R$ 30.535,00.

PÚBLICO - 1.926 torcedores.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.