Twitter Oficial / Santos FC
Twitter Oficial / Santos FC

Na estreia de Jorge Sampaoli na Vila Belmiro, Santos bate a Ferroviária por 1 a 0

Com empate na outra partida do grupo, time da Vila Belmiro lidera grupo A do Paulistão

Redação, Estadão Conteúdo

19 Janeiro 2019 | 19h21

O Santos com a cara de seu novo técnico, o argentino Jorge Sampaoli, está sendo formando e neste sábado isso foi visível em campo. Com boa disposição tática e paciência no toque de bola, o treinador fez a sua estreia no estádio da Vila Belmiro, em Santos, com uma suada vitória por 1 a 0 sobre a Ferroviária, pela primeira rodada do Campeonato Paulista.

Com o triunfo, o Santos larga na frente no Grupo A. Tem três pontos e viu a Ponte Preta ficar com um depois do empate sem gols contra o Oeste, em Campinas (SP). Red Bull Brasil e São Caetano farão suas estreias neste domingo. Já no Grupo C - o mesmo de Corinthians, Bragantino e Mirassol -, a Ferroviária fica sem pontuar.

O segundo desafio oficial de Jorge Sampaoli no Santos será nesta quinta-feira contra o São Bento, às 19h15, no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP). Um dia antes, às 17 horas, a Ferroviária fará a sua primeira partida como mandante, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara (SP), contra a Ponte Preta.

Em campo, sob o calor de 35ºC em Santos, o Santos teve enormes dificuldades para criar. Sem o atacante Bruno Henrique, que está sendo negociado e nem foi à Vila Belmiro, Jorge Sampaoli teve de mudar o esquema tático e escalou dois centroavantes - Yuri Alberto e Felippe Cardoso), sem pontas. Os laterais Victor Ferraz, pela direita, e Orinho, pela esquerda, foram orientados a atacar mais, mas nada de efetivo aconteceu.

O que de mais interessante houve no ataque santista foi uma falta cobrada por Jean Mota, que o goleiro Tadeu espalmou e a bola bateu no travessão, e os aplausos para o goleiro Vanderlei quando saía jogando com os pés - Jorge Sampaoli havia criticado o titular por não saber atuar assim. Tanto que na saída para o intervalo os pouco mais de oito mil torcedores que foram ao jogo protestaram com os gritos de "Queremos jogador".

No segundo tempo, o técnico argentino tirou Yuri Alberto e colocou o ponta Arthur Gomes para ter mais mobilidade no ataque. O problema era que o calor era forte e a Ferroviária se fechou ainda mais. Copete entrou no lugar de Diego Pituca e aí o gol saiu. Aos 32 minutos, o colombiano cruzou da direita e Felippe Cardoso ajeitou para Jean Mota chutar de primeira e fazer o gol da suada vitória santista.


FICHA TÉCNICA

SANTOS 1 x 0 FERROVIÁRIA

SANTOS - Vanderlei; Victor Ferraz; Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Orinho; Alison, Diego Pituca (Copete), Carlos Sánchez e Jean Mota (Yuri Lima); Felippe Cardoso e Yuri Alberto (Arthur Gomes). Técnico: Jorge Sampaoli.

FERROVIÁRIA - Tadeu; Diogo Mateus, Elton, Rayan (Rodrigão) e Julinho (Arthur Henrique); PH, Maurinho, Fellipe Mateus, Felipe Ferreira (Uilliam) e Tony; Lúcio Flávio. Técnico: Vinícius Munhoz.

GOL - Jean Mota, aos 32 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Felippe Cardoso, Alison e Diego Pituca (Santos); Rodrigão e Elton (Ferroviária).

ÁRBITRO - Vinícius Gonçalves Dias Araújo.

RENDA - R$ 252.135,00.

PÚBLICO - 8.616 torcedores.

LOCAL - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.