Douglas Magno/Divulgação
Douglas Magno/Divulgação

Com 4 gols de Willian, Cruzeiro goleia o Figueirense por 5 a 1

Jogo marcou a estreia de Mano Menezes como técnico da equipe

Leonardo Augusto, Especial para a AE, Estadão Conteúdo

06 de setembro de 2015 | 13h16

O Figueirense foi goleado pelo Cruzeiro por 5 a 1, no Mineirão, neste domingo, em partida válida pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro e que marcou a estreia do técnico Mano Menezes à frente da equipe mineira. Willian brilhou ao marcar quatro gols, aos 4 e aos 28 minutos do primeiro tempo, e aos 26 e aos 29 da etapa final.

Willian não marcava desde 21 de abril, na partida contra o Universitário de Sucre, da Bolívia, pela Copa Libertadores, vencida por 2 a 0 pelo Cruzeiro no Mineirão, que no último sábado completou 50 anos. Vinícius Araújo fez o outro gol do time mineiro, aos 15 do segundo tempo. Marquinhos Pedroso anotou para o Figueirense, aos 20 também da etapa complementar.

Até este domingo, o Figueirense vinha causando dificuldades aos times mineiros em 2015. Na partida de primeiro turno do Campeonato Brasileiro, a equipe de Florianópolis bateu o Cruzeiro por 2 a 1, em casa. Pela Copa do Brasil, o time empatou com o Atlético em 1 a 1 em Belo Horizonte e o derrotou por 2 a 1 no Orlando Scarpelli, pelas oitavas de final da competição, eliminando a equipe mineira do torneio. No melhor resultado dos times mineiros em 2015 contra o Figueirense até aqui, o Atlético havia vencido a equipe por 1 a 0 no Independência.

Neste domingo, porém, não houve qualquer dificuldade diante do Figueirense. O Cruzeiro abriu o placar depois de cobrança de lateral de Ceará pela esquerda. Fabinho afastou mal de cabeça, Willian dominou e chutou forte no canto direito da meta de Alex Muralha. Os jogadores do Figueirense reclamaram de toque da bola no braço de Willian, mas o gol foi confirmado.

Mesmo perdendo por 1 a 0, a equipe de Santa Catarina manteve a calma e tinha mais tempo de posse de bola. Porém, não conseguia finalizar, ao contrário do Cruzeiro. Aos 21 minutos, Willian cobrou falta da intermediária, Manoel cabeceou de raspão e Vinícius Araújo desviou, à esquerda de Muralha, para fora. Aos 26, Vinícius Araújo recebeu entre os zagueiros e chutou. Muralha defendeu.

O time da casa já tinha domínio maior do jogo quando marcou o segundo gol. Willian recebeu de Pará na meia esquerda, se livrou da marcação e chutou por baixo, à esquerda do goleiro da equipe de Florianópolis, aos 28 minutos do primeiro tempo. Com dois gols de frente, o Cruzeiro reduziu o ritmo da partida, esperando o intervalo.

Tentando reagir, o técnico René Simões trocou os dois jogadores de ataque do Figueirense na volta para o segundo tempo. Elias no lugar de Clayton e Juninho no lugar de Thiago Santana. O Cruzeiro, no entanto, foi o time que voltou do vestiário pressionando. Aos 4 minutos, Pará bateu falta da esquerda para dentro da área e Manoel cabeceou à esquerda de Muralha. Aos 15 minutos, Willians recebeu na direita e cruzou na primeira trave. Vinícius Araújo marcou de peixinho, se antecipando à zaga e ao goleiro. Aos 20 minutos, em vacilo da defesa do time mineiro, a bola sobrou para Marquinhos Pedroso, que cabeceou para as redes.

A partir dos 26 minutos, o Cruzeiro emplacou uma sequência rápida de gols. Primeiro, Marquinhos recebeu no bico esquerdo da área e rolou para o meio. Willian dominou sem marcação e marcou. Três minutos depois, outro de Willian, que recebeu novamente livre para fazer mais um.

Na próxima quarta-feira o Figueirense, que segue com 26 pontos na tabela e ameaçado de rebaixamento, enfrentará o Atlético-PR em Florianópolis. O Cruzeiro, com 29, e um pouco mais longe da zona de descenso, jogará contra o Flamengo no Maracanã.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 5 x 1 FIGUEIRENSE

CRUZEIRO - Fábio; Ceará, Manoel, Bruno Rodrigo, Pará (Fabrício); Willians, Henrique e Ariel Cabral; Allano (Marquinhos), Vinícius Araújo (Marinho) e Willian. Técnico: Mano Menezes

FIGUEIRENSE - Alex Muralha; Sueliton, Bruno Alves, Thiago Heleno e Marquinhos Pedroso; Dener, João Vítor, Fabinho e Rafael Bastos (Yago); Clayton (Elias) e Thiago Santana (Juninho). Técnico: Renê Simões

GOLS - Willian, aos 4 e aos 28 minutos do primeiro tempo; Vinícius Araújo, aos 15, Marquinhos Pedroso, aos 20, e Willian aos 26 e aos 29 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Jaílton Macedo de Freitas (BA)

CARTÕES AMARELOS - Alex Muralha, Thiago Heleno, Sueliton, Bruno Alves (Figueirense).

PÚBLICO - 39.040 pagantes.

RENDA - R$ 1.228.560,00.

LOCAL - Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.