César Greco/Ag. Palmeiras
César Greco/Ag. Palmeiras

Na estreia de Mano, Palmeiras bate Goiás de virada com gol no fim e encerra jejum

Gol de Scarpa aos 55 do segundo tempo deu a primeira vitória para o time paulista na competição depois da parada para a Copa América

Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

07 de setembro de 2019 | 23h44

Logo em seu primeiro jogo à frente do Palmeiras, o técnico Mano Menezes conseguiu fazer com que a equipe retomasse o caminho das vitórias no Campeonato Brasileiro. Neste sábado, no Serra Dourada, a equipe bateu o Goiás de virada por 2 e 1, graças a um gol de Scarpa aos 55 minutos do segundo tempo, e conquistou a sua primeira vitória no Nacional desde a retomada da competição depois da parada para a Copa América.

Com o triunfo, o Palmeiras subiu para a terceira colocação, com 33 pontos. E a equipe tem a um jogo a menos, que será disputado terça-feira, contra o Fluminense. Já o time goiano estacionou nos 21 pontos e ocupa a 14.ª posição da tabela.

A vitória do Palmeiras em Goiânia foi construída na base da superação. O time até que começou o jogo com um ritmo forte, mas acabou surpreendido aos 19 minutos, quando o zagueiro Rafael Vaz soltou a bomba de muito longe e abriu o placar.

O gol mudou o cenário da partida. O Palmeiras trocava passes na tentativa de encontrar espaços no meio da defesa do Goiás, mas a transição era lenta. O time tinha mais posse de bola, mas não conseguia criar chances claras de gol. Aos 42 minutos, Luiz Adriano chegou a balançar a rede, mas o gol foi anulado porque o atacante empurrou o marcador na disputa pela bola no alto.

No segundo tempo, aos sete minutos, Zé Rafael e o goleiro Tadeu se chocaram e ficaram desacordados no gramado. A partida ficou paralisada seis minutos para que os dois atletas recebessem atendimento. De acordo com os médicos do Goiás, Tadeu estava consciente, mas apresentou um sangramento no ouvido e deixou o estádio de ambulância para ser examinado em um hospital. Zé Rafael também precisou ser levado ao hospital para também realizar exames mais detalhados.

A partida virou ataque contra defesa. Com intensidade e movimentação, o Palmeiras pressionava o Goiás. De tanto insistir, o Palmeiras chegou ao empate aos 36 minutos. Scarpa tocou para Willian, que partiu em velocidade e marcou.

O time ainda sofreu um duro golpe aos 45 minutos com a expulsão de Lucas Lima, que deu um carrinho com a sola da chuteira. Mesmo com um jogador a menos, o Palmeiras continuou pressionando e virou o placar aos 55 minutos. Marcos Rocha cobrou o lateral para a área, o goleiro Marcos saiu mal de sua meta e a bola sobrou para Scarpa só colocar para dentro no último lance.

FICHA TÉCNICA:

GOIÁS 1 X 2 PALMEIRAS

GOIÁS - Tadeu (Marcos); Yago Felipe (Daniel Guedes), Fábio Sanches, Rafael Vaz e Marcelo Hermes; Gilberto, Léo Sena, Alan Ruschel (Jefferson) e Renatinho; Michael e Kayke. Técnico: Ney Franco

PALMEIRAS - Jailson; Marcos Rocha, Luan, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Bruno Henrique, Ramires (Lucas Lima), Gustavo Scarpa e Zé Rafael (Willian); Dudu e Luiz Adriano (Borja). Técnico: Mano Manezes

GOLS - Rafael Vaz, aos 19 minutos do primeiro tempo; Willian, aos 36, e Scarpa, aos 55 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wagner Reway (PB).

CARTÕES AMARELOS - Léo Sena, Renatinho, Alan Ruschel, Gilberto e Marcelo Hermes (Goiás).

CARTÃO VERMELHO - Lucas Lima (Palmeiras).

RENDA E PÚBLICO - 15.226 pagantes (R$ 622.320,00).

LOCAL - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.