Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter

Na estreia de Maurício Barbieri, Red Bull Bragantino recebe o invicto Palmeiras

Como teve pouco tempo para trabalhar o time, novo técnico deve apostar formação que iniciou no empate com o Athletico

Redação, Estadão Conteúdo

06 de setembro de 2020 | 09h14

A partida contra o Palmeiras, às 11 horas deste domingo, no estádio Nabi Abi Chedid, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, vai marcar a estreia de Maurício Barbieri no comando do Red Bull Bragantino.

Anunciado na última quarta-feira como substituto de Felipe Conceição, Maurício Barbieri, com apenas 38 anos, teve seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) na sexta-feira e vai estar no banco de reservas.

Como teve pouco tempo para trabalhar o time, Barbieri deve apostar na manutenção da formação que iniciou no empate com o Athletico-PR, por 1 a 1, em Curitiba. Na última quarta-feira, o Red Bull Bragantino foi comandado interinamente pelo auxiliar-técnico Marcinho.

"Só tive contato com os jogadores, praticamente, na sexta-feira. Vou precisar de um tempo para colocar o time no ritmo que pensamos. Mas o grupo é jovem e muito intenso, o que me deixa confiante num bom trabalho", comentou Barbieri.

Sem novos desfalques, as baixas continuam sendo o meia Vitinho e os atacantes Alerrandro, Wesley e Thonny Anderson, que estão no departamento médico.

"Todos os jogos do Brasileiro são complicados, mas o Palmeiras é uma equipe que temos que ter muita atenção, porque tem um elenco muito qualificado. Tenho certeza que temos um desafio grande pela frente, mas uma ótima oportunidade de iniciar essa guinada. Estou bastante confiante", reafirmou o treinador que já trabalhou no Red Bull Brasil entre 2013 e 2016. Ele também já dirigiu o Flamengo em 2018 e passou por alguns clubes como Goiás e Guarani.

Antes deste jogo, o clube soma apenas seis pontos em sete jogos, ocupando a 18.ª posição dentro da tabela.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.