Bruno Cantini/ Atlético-MG
Bruno Cantini/ Atlético-MG

Na estreia de técnico, Atlético-MG aposta em Robinho para se distanciar da degola

Primeira missão de Oswaldo de Oliveira como comandante da equipe mineira acontece diante do Atlético-PR, em duelo na Arena da Baixada

Estadao Conteudo

01 Outubro 2017 | 08h14

O Atlético Mineiro visita o Atlético Paranaense neste domingo, às 19 horas, na Arena da Baixada, em Curitiba, com o objetivo de se afastar da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. A partida é válida pela 26.ª rodada.

+ Oswaldo de Oliveira convoca 24 jogadores para sua estreia no Atlético-MG

O time mineiro terá a estreia do técnico Oswaldo de Oliveira, que assumiu a vaga de Rogério Micale, demitido após a derrota por 3 a 1 em casa para o Vitória na última rodada da competição. Ele chega para interromper a sequência de dois empates e uma derrota e tentar recolocar a equipe na briga pelo G6 - atualmente está a três pontos da zona de rebaixamento.

A principal novidade no time titular será a presença de Robinho. O meia-atacante entrará na vaga de Luan, que ficou fora dos trabalhos durante a semana por conta de problemas musculares. O ex-santista é jogador de confiança do novo treinador. "Sei bem das qualidades e acho que ele tem muito a dar para o Atlético Mineiro", comentou Oswaldo de Oliveira.

"O Robinho é um jogador que trabalhei duas vezes com ele, em 2005, quando ele estava começando, um pouco antes dele ir para a Europa, e em 2014, quando estava voltando ao Santos. Então, é um jogador que conheço bem. Tenho certeza que ele quer terminar em alto nível esses últimos meses de contrato que ele tem e estou apostando nisso", acrescentou.

+ Atlético-PR encara o xará mineiro para colar no grupo da Copa Libertadores

O treinador também ganhou uma boa notícia para a partida. O goleiro Victor, que chegou a ser poupado dos treinos por conta de um problema muscular, foi liberado pelo departamento médico e seguirá como titular.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.