Na estreia, Palmeiras goleia o Mogi Mirim por 5 a 1

O Palmeiras mostrou força em sua primeira partida no Campeonato Paulista. No Palestra Itália, a equipe alviverde goleou o Mogi Mirim por 5 a 1 (dois de Diego Souza) e deixou o gramado sob aplausos. Este foi o reencontro do clube com sua torcida após a perda do título do Brasileirão de 2009.

ANDRÉ RIGUE, Agencia Estado

16 de janeiro de 2010 | 19h14

Sem a presença de Vágner Love, que foi para o Flamengo, o ataque contou com Diego Souza e Robert - e não decepcionou. Cleiton Xavier também teve uma boa atuação e foi fundamental para a goleada. O zagueiro Léo estreou com gol e o volante Márcio Araújo atuou bem na marcação com Pierre.

Apesar do placar elástico, o Palmeiras apresentou alguns problemas de entrosamento, natural para o início de temporada. A fragilidade do adversário, no entanto, contribuiu para que a equipe conseguisse desempenhar um belo futebol. O primeiro gol foi marcado aos 30 minutos do primeiro tempo, com Diego Souza, que aproveitou bola aérea de Cleiton Xavier para cabecear.

A jogada aérea faz parte do estilo do técnico Muricy Ramalho. Esta deve ser uma das características na temporada. O treinador, porém, ainda espera pela contratação de mais um homem de área para ter uma opção melhor nesse fundamento - a diretoria ainda não desistiu de Kléber, do Cruzeiro, e de Marcelo Moreno, atualmente no Werder Bremen (Alemanha).

O segundo gol surgiu através da velocidade. O Mogi Mirim perdeu Barata expulso pelo segundo cartão amarelo, aos 37 minutos. O time do interior ficou com um buraco no meio de campo. Aos 44, Márcio Araújo encontrou Cleiton Xavier dentro da área. O camisa 10 cruzou rasteiro e Léo aproveitou para bater forte e marcar seu primeiro gol pelo clube.

O Palmeiras só bobeou no começo da etapa final. Aos 12 minutos, o atacante Zulu teve boa chance de marcar, mas parou nas mãos de Marcos. Na jogada seguinte, o goleiro alviverde não conseguiu impedir o gol. O atacante Geovane apareceu livre e cabeceou para as redes após cruzamento de Ricardo Oliveira pela direita.

Apesar do gol, o Mogi não ofereceu muitas resistências. O Palmeiras ampliou aos 17 minutos. A jogada começou numa cobrança de falta de Cleiton Xavier, que acertou o travessão. A bola bateu na cabeça do goleiro e subiu. Robert pegou o rebote e também de cabeça marcou o terceiro do alviverde no jogo.

Eleito melhor jogador do último Brasileirão, Diego Souza voltou a brilhar e marcou o seu segundo na partida. Aos 22 minutos, o atacante recebeu dentro da área, deu um belo drible em Niel e bateu no canto direito de Alex Alves. "É sempre bom começar com vitória, principalmente marcando gols. Foi uma bela atuação da equipe", disse.

Foi também de Diego Souza a jogada do quinto gol. O meia tentou o drible na área e caiu. Na sequência, o zagueiro Flávio Boaventura agarrou o pescoço do atacante e impediu que ele levantasse: pênalti. Cleiton Xavier fez a cobrança e guardou a bola no canto direito de Alex Alves.

O Palmeiras teve a chance de marcar mais, mas pecou nas finalizações. O torcedor, entretanto, gostou da atuação e aplaudiu o time com entusiasmo. Pelo Paulistão, o time alviverde volta a campo na próxima quinta-feira para enfrentar o Barueri, às 21 horas, em Presidente Prudente.

Ficha técnica

Palmeiras 5 x 1 Mogi Mirim

Palmeiras - Marcos; Figueroa (Wendel), Danilo (Gualberto), Léo e Armero; Pierre, Márcio Araújo, Cleiton Xavier e William (Deyvid Sacconi); Diego Souza e Robert. Técnico: Muricy Ramalho.

Mogi Mirim - Alex Alves; Niel, Flávio Boaventura, Luizão e Rai (Rafael Bahia); Fabio Sanches, Barata, Ricardo Oliveira e Marcelo (Luís Mário); Geovane e Nando (Zulu). Técnico: Francisco Diá.

Gols - Diego Souza, aos 30, e Léo, aos 43 minutos do primeiro tempo; Geovane, aos 12, Robert, aos 16, Diego Souza, aos 22, e Cleiton Xavier (pênalti), aos 31 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Danilo e Figueroa (Palmeiras); Alex Alves e Niel (Mogi Mirim).

Cartão vermelho - Barata (Mogi Mirim).

Árbitro - Rodrigo Martins Cintra.

Renda - R$ 364.900,00.

Público - 16.524 pagantes.

Local - Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPaulistãoPalmeirasMogi Mirim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.