Na Itália, uma ameaça a Cafu

Mais uma má notícia para Cafu. Como se não bastasse o péssimo momento vivido pela Seleção Brasileira, agravado pela derrota por 3 a 1 diante da Bolívia em La Paz, o lateral-direito voltou a conviver com a ameaça de ser punido pela Justiça italiana por uso de passaporte falso.Ontem, o procurador Silverio Piro pediu o indiciamento de Cafu e sua mulher Regina, do presidente da Roma Franco Sensi, do atacante argentino Gustavo Bartelt, que passou pela Roma e hoje está no Rayo Vallecano (ESP) e de funcionários do clube e da prefeitura da capital italiana. A acusação é de falsificação de documentos oficiais.Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.