Divulgação/Athletico Paranaense
Divulgação/Athletico Paranaense

Na Libertadores, Athletico-PR busca virada sobre o Boca Juniors em La Bombonera

Argentinos venceram por 1 a 0 no Brasil e tem a vantagem de jogar pelo empate

Redação, Estadão Conteúdo

31 de julho de 2019 | 08h18

Apesar de toda confiança do técnico Tiago Nunes, o Athletico-PR tem uma missão bastante complicada nesta quarta-feira na luta por uma vaga nas quartas de final da Copa Libertadores. A partir das 21h30 (de Brasília), o time paranaense encara o Boca Juniors, no estádio La Bombonera, em Buenos Aires, pela partida de volta das oitavas.

Na semana passada, os dois times se enfrentaram na Arena da Baixada, em Curitiba, e os argentinos venceram por 1 a 0. Para avançar no tempo normal, o Athletico-PR tem que ganhar por dois ou mais gols de vantagem ou por uma vantagem mínima, com exceção do 1 a 0, já que gols fora de casa vale como critério de desempate.

"Tenho certeza que o Athletico-PR se classifica. Essa é a mensagem. Pode ir para as bancas de apostas porque vai ganhar dinheiro com a gente", garantiu Tiago Nunes após a vitória sobre o Cruzeiro, em Belo Horizonte, no último sábado, pelo Campeonato Brasileiro.

A confiança do treinador se baseia também pelo fato de ter força máxima para essa partida. O volante Wellington está de volta após cumprir suspensão automática em Curitiba e entra no lugar do argentino Lucho González. Recuperado de lesão, o zagueiro Lucas Halter fica como opção no banco de reservas.

Antes da delegação embarcar para Buenos Aires, Tiago Nunes comandou o último treinamento em solo brasileiro nesta terça-feira, mas não definiu o time titular. A dúvida está no meio de campo entre Bruno Nazário e Marcelo Cirino. Se optar por Nazário, Nikão seria deslocado para atuar aberto.

No lado do Boca Juniors, o técnico Gustavo Alfaro poupou seus principais jogadores no empate sem gols contra o Huracán, no último domingo, na estreia do Campeonato Argentino. O colombiano Sebastián Villa se contundiu durante a partida e foi vetado pelo departamento médico.

Em relação ao time que começou jogando a partida no Paraná, Gustavo Alfaro vai fazer apenas uma mudança. Izquierdoz retorna após cumprir suspensão e Goltz vai para o banco de reservas. No mais, a formação será a mesma que ganhou por 1 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.