Divulgação
Divulgação

Na liderança no Brasileiro, Ramon pede 'humildade e pés no chão' ao Vasco

Clube comemora 122 anos de fundação nesta sexta-feira, com a liderança do campeonato nacional

Redação, Estadão Conteúdo

21 de agosto de 2020 | 16h43

O Vasco festeja os seus 122 anos de fundação, nesta sexta-feira, com a liderança do Campeonato Brasileiro, algo que não conseguia há oito anos. Mas tal feito não é motivo para euforia, pelo menos para o técnico Ramon Menezes.

"Humildade sempre e pés no chão. O campeonato só está começando. Tenho certeza que o torcedor também está super contente, mas é um campeonato muito difícil. A cada jogo você aprende lições", afirmou o treinador, que não conseguiu repetir a escalação do time, apesar dos 100% de aproveitamento.

"Assim será a competição, com jogos quarta e domingo. Temos que ter a força do grupo. E todos entenderam isso", disse o treinador vascaíno, em entrevista ao canal SporTV. "O grupo está muito maduro. Temos jogadores que são referencias paraos mais jovens, como Fernando Miguel e Castan. Eles representam muito dentro do grupo. Também temos jogadores jovens que são referências, caso do Andrey. do Ricardo, do Henrique."

O treinador confia que o bom ambiente de trabalho em São Januário será muito importante para que o elenco também tenha condições de enfrentar os problemas financeiros que o clube atravessa, sem perder a concentração nos jogos. "Estou no clube há algum tempo, sei dessa atmosfera que envolve o Vasco. Me passaram muita tranquilidade para que eu pudesse fazer o meu trabalho."

Segundo Ramon, o fato de já estar no clube antes de assumir o comando do elenco colaborou para a compreensão de seu trabalho de imediato. "Eu já estava lá com os jogadores há um bom tempo, conhecendo bem as características de todos os atletas. E quando tive a oportunidade, nas minhas primeiras conversas com os atletas, no meio da pandemia, por videoconferência, falei com cada um deles o que eu pensava, minhas ideias, mudança de comportamento, uma série de coisas. E eles me deixaram muito feliz."

Um dos destaques do time vascaíno treinado por Ramon é a participação do atacante Cano, autor de 11 gols em 15 jogos neste ano. Ele já marcou três vezes no Brasileiro e é um dos artilheiros da competição. "Precisamos que a bola chegue ao Cano, que é um jogador que certamente terá uma ou duas chances por jogo. Ele cria essas oportunidades. E quando ele tem, ele está colocando para dentro. Ele sabe de sua responsabilidade e o que ele representa para o Vasco. Sem vaidade nenhuma, o Cano também vem nos ajudando muito na parte defensiva."

As três vitórias vascaínas no Brasileiro foram sobre Sport (2 a 0), São Paulo (2 a 1) e Ceará (3 a 0). O time volta a jogar, domingo, às 16 horas, em São Januário, diante do Grêmio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.