NILTON FUKUDA | ESTADÃO CONTEÚDO
NILTON FUKUDA | ESTADÃO CONTEÚDO

Na memória, encontros difíceis contra a Colômbia para Neymar

Atacante busca redenção diante dos colombianos, com os quais já teve até desentendimentos

Marcio Dolzan, enviado especial a Barranquilla, O Estado de S.Paulo

05 de setembro de 2017 | 07h00

Principal estrela da seleção e jogador mais assediado na chegada da equipe a Barranquilla, o atacante Neymar terá hoje à tarde a chance de redenção diante da Colômbia. Desde a Copa do Mundo do Brasil, em 2014, o jogador tem sido protagonista dos duelos – mas não necessariamente pelo que ele faz com a bola dentro de campo.

O lance mais lembrado é o da Copa do Mundo. Em jogo válido pelas quartas de final do torneio, o lateral colombiano Zuñiga acabou atingindo Neymar pelas costas e tirou o atacante do restante do Mundial. O defensor não foi convocado pelo técnico argentino Jose Pekerman para a partida de hoje.

Na Copa América de 2015, Neymar acabou expulso da partida vencida pelos colombianos por 1 a 0. Detalhe: a expulsão aconteceu após o término da partida. Ao fim do jogo, o atacante chutou a bola nas costas de Armero e tentou dar uma cabeçada no zagueiro Murillo, que tinha ido tirar satisfação. O lance acabou custando a suspensão de Neymar

Outra confusão envolvendo o atacante diante dos colombianos aconteceu nos Jogos Olímpicos do ano passado, nas quartas de final. Ele fez uma falta dura no final do primeiro tempo e escapou de ser expulso. Houve empurra-empurra no lance e, ao final da partida, Neymar foi muito criticado pelo técnico Carlos Restrepo.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.