Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Na mira de time chinês, Felipão já recusou proposta do Boca, diz jornal

Segundo veículo espanhol, Dalian Yifang pretende contratar técnico campeão brasileiro com o Palmeiras

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de dezembro de 2018 | 19h31

Em alta após conquistar o título brasileiro com o Palmeiras, Luiz Felipe Scolari tem sido especulado em diversas equipes estrangeiras para 2019. Depois de receber uma proposta para comandar a seleção colombiana, sem técnico desde a saída do argentino José Pékerman, Felipão despertou o interesse do Boca Juniors-ARG e dos chineses do Dalian Yifang, que ainda tentam convencer o treinador a deixar o alviverde. As informações são do jornal espanhol Sport.

Segundo o veículo, Scolari já teria recusado uma primeira proposta do time chinês, que planeja se tornar um dos maiores do país nos próximos anos, passando a brigar pelos títulos locais (Superliga e Copa da China) e pela Liga dos Campeões asiática. O treinador levantou todos estes troféus em sua passagem pelo Guangzhou Evergrande, entre 2015 e 2017. A publicação espanhola ainda informa que os chineses devem apresentar nos próximos dias uma nova proposta pelo treinador.

Outro clube de fora que teria procurado Felipão é o argentino Boca Juniors, vice-campeão da Libertadores em 2018 e carrasco do próprio Palmeiras na semifinal do torneio. Sem técnico após a demissão de Guillermo Barros Schelotto, que não resistiu à perda do título continental para o River Plate, o Boca ouviu um “não” de Scolari, que não gostaria de enfrentar o alviverde na próxima edição da Libertadores.

Com contrato com o Palmeiras até o fim de 2020, o treinador segue firme nos planos do clube para a próxima temporada. Até o momento, a diretoria trouxe os atacantes Arthur Cabral (Ceará), Carlos Eduardo (Pyramids) e Felipe Pires (Hoffenheim), o volante Matheus Fernandes (Botafogo) e os meias Zé Rafael (Bahia) e Raphael Veiga (que volta de empréstimo do Athletico-PR). O grande sonho de consumo, no entanto, é o meia-atacante Ricardo Goulart (Guangzhou Evergrande-CHI), que foi comandado por Felipão no futebol chinês.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.