Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Na mira do Vasco, Diego Souza pode deixar o São Paulo por empréstimo

Clube carioca reabre negociações para levar o meia, que está em baixa com Diego Aguirre

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

20 de abril de 2018 | 20h22

O São Paulo pode emprestar Diego Souza ao Vasco pagando parte do salário do jogador. Em troca, o clube do Morumbi receberia um atleta. Esta é a negociação que está em curso nos bastidores do Morumbi. O negócio, no entanto, envolve vários fatores.

+ Everton é regularizado e pode estrear no domingo

+ Temos de assumir que foi um fracasso, diz Aguirre após eliminação

O São Paulo acredita na recuperação do jogador e não quer comprometer o investimento de R$ 10 milhões no início do ano. O clube sabe que dificilmente vai conseguir recuperar o investimento. Diego Souza foi uma aposta do diretor de futebol Raí, que ainda acredita em uma volta por cima do jogador. Por outro lado, o time não descarta uma negociação, desde que o negócio seja vantajoso.

Antes da partida com o Rosario Central, Diego Souza não foi relacionado por Diego Aguirre como uma espécie de ultimato para que voltasse a render o esperado. Ele perdeu espaço como camisa 9 – Tréllez vem sendo escalado como titular – e também no meio, pois Valdívia recuperou a condição de titular após lesão. A concorrência do meio para a frente pode ficar mais acirrada com a chegada de Everton, reforço que está com a situação regularizada e pode estrear no domingo.

Diego Souza ficou em baixa principalmente após a atuação contra o Corinthians pela semifinal do Campeonato Paulista. A comissão técnica reclamou de falta de intensidade nos treinos e nos jogos. Um pecado mortal para Aguirre.

A diretoria do clube carioca reabriu negociação, mas esbarra nas questões financeiras para concretizar o negócio. “Diego Souza é um sonho, mas é uma coisa difícil, pelas questões salariais. Depende do São Paulo. Se o São Paulo facilitar, tem condição. Se não facilitar, é difícil. Nós não fugimos do nosso teto salarial”, disse Fred Lopes, vice-presidente de futebol do Vasco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.