Na nova camisa, Pirelli vence a Adidas

A nova camisa do Palmeiras fabricada pela Adidas para o ano que vem está praticamente pronta. O projeto foi apresentado hoje à diretoria do Palmeiras em um restaurante do bairro do Morumbi. A tonalidade da camisa volta a ter um verde mais forte, como era antes da chegada da Parmalat, em 1992. Para se chegar ao novo modelo foi preciso superar um confronto de interesses. Pirelli, que coloca sua marca nas camisas do Palmeiras, e a Adidas, fabricante das camisas, lutaram por um espaço mais destacado. Por estar há mais tempo no clube e por ser de origem italiana, a mesma do Palmeiras, a Pirelli ganhou a disputa. A idéia aprovada será levada para a Holanda, na sede da Adidas, onde será sacramentada pelos diretores da empresa. Não há uma data definida para o lançamento da nova camisa. A Adidas para vestir o time do Palmeiras no triênio 2006-08 vai pagar R$ 10,3 milhões. Serão R$ 2 milhões em 2006, R$ 2,4 milhões em 2007 e a mesma quantia em 2008, além de R$ 1,8 milhão pelo uso da marca nos três anos. Também estão previstos reajustes. A proposta da Adidas superou a da Reebok. Com a Diadora, cujo contrato termina em dezembro, o clube recebe R$ 170 mil por mês. O acordo fica abaixo dos rivais palmeirenses. O São Paulo vai receber R$ 21 milhões nos três anos com a Reebok e o Corinthians ganha R$ 15 milhões com a Nike.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.