Na quarta-feira, Portuguesa repete estádio pela 1.ª vez no ano

Além disso, em seis partidas, a equipe jogou em seis campos diferentes no Campeonato Paulista

04 de fevereiro de 2008 | 20h41

Quando a Portuguesa entrar em campo na quarta-feira para enfrentar o Paulista, em Jundiaí, será a segunda vez que jogará no Estádio Jaime Cintra, e a primeira que vai repetirá um jogo em um estádio no Campeonato Paulista. Em seis partidas, a equipe jogou em seis campos diferentes: Morumbi; Novelli Jr, em Itu; Augusto Schmidt Filho, em Rio Claro; Rua Javari e Martins Pereira, em São José dos Campos, além do próprio Jaime Cintra. "Isso prejudica a equipe", reclama o técnico Vágner Benazzi. O Canindé está vetado tanto pela Federação Paulista de Futebol (para partidas do Estadual) quanto pela CBF (para jogos da Copa do Brasil). Pela competição nacional o time estréia no dia 13, contra o Ji-Paraná, em Rondônia. O jogo de volta será no dia 27. O presidente do clube, Manuel da Lupa, disse que não há prazo para liberação do estádio. "Não quero falar em datas para ninguém ficar me cobrando, mas estamos fazendo tudo de acordo com o que pedem." O clube está colocando mangueiras de incêndio, trocando encanamentos, luz de emergência e colocando um gerador de energia. Segundo o dirigente, o maior problema será desalojar uma churrascaria que, segundo ele, funciona irregularmente no terreno no clube.

Tudo o que sabemos sobre:
PortuguesaPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.