Marcos Arcoverde/Estadão
Marcos Arcoverde/Estadão

Na reabertura do Engenhão, Botafogo goleia o Bonsucesso

Goleada no retorno à sua casa mantém invencibilidade alvinegra na temporada; estádio ainda não pode receber capacidade máxima

MARCIO DOLZAN, O Estado de S. Paulo

07 de fevereiro de 2015 | 19h21

O Botafogo voltou ao estádio do Engenhão, no Rio, vencendo. Neste sábado, a equipe recebeu o Bonsucesso e aplicou uma goleada por 4 a 0, em partida válida pela terceira rodada do Campeonato Carioca. Diego Jardel, Bill, Tiago Carleto e Fernandes marcaram os gols.

A partida marcou a reabertura do Engenhão, fechado há 19 meses por problemas na cobertura. Mas o estádio teve apenas o anel inferior liberado e, por estar ainda passando por ajustes, precisará ainda de um bom tempo até conseguir ser liberado na sua totalidade.

Com a bola rolando, o Botafogo foi melhor do que o Bonsucesso na maior parte do primeiro tempo. O time demonstrou bom poder de marcação e lucidez ofensiva, principalmente através da movimentação da dupla Rodrigo Pimpão e Bill.


O placar foi aberto por Diego Jardel. Aos 10 minutos, ele recebeu passe de Rodrigo Pimpão no meio de campo e avançou com apenas um marcador no encalço, chutando na trave na saída do goleiro; no rebote, o meia chutou forte pro meio do gol. Onze minutos mais tarde, Bill ampliou após bobeira da defesa.

Ainda no primeiro tempo, o Botafogo colocou uma bola na trave. O Bonsucesso teve duas boas chances nos 45 minutos iniciais, mas ambas pararam nas mãos de Jefferson: aos 30, o goleiro da seleção brasileira fez três defesas em sequência, enquanto que um minuto mais tarde salvou em chute cruzado de Miguel.

Mesmo com o 2 a 0, na etapa final o time alvinegro voltou em cima. E ampliou o marcador logo aos 3 minutos, em cobrança de falta forte de Thiago Carleto.

Daí até o fim do jogo, o Botafogo tratou de jogar alegre. Defendia-se com firmeza e explorava contragolpes em velocidade, principalmente acionando a velocidade de Rodrigo Pimpão pela direita. O time teve outras chances de ampliar, como quando Pimpão tocou por cobertura e a bola bateu na trave. Mas coube a Fernandes, que entrara minutos antes, fechar o marcador aos 26 minutos.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 4 x 0 BONSUCESSO

BOTAFOGO - Jefferson; Gilberto, Roger Carvalho, Renan Fonseca e Thiago Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão (Fernandes), Diego Jardel e Tomas (Gegê); Rodrigo Pimpão e Bill (Sassá). Técnico: René Simões.

BONSUCESSO - Preto; Thiago Ryan, Jadson, Renan e Cristiano; Marquinhos (Clodoaldo), Júnior, Fernando e Matheus Salgado; Lucas Fernandes e Miguel. Técnico: Caio Couto.

GOLS - Diego Jardel, aos 10, e Bill, aos 21 minutos do primeiro tempo; Carleto, aos 3, e Fernandes, aos 26 do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Diego Jardel (Botafogo); Matheus Salgado, Fernando e Lucas Fernandes (Bonsucesso).

ÁRBITRO - Carlos Eduardo Nunes Braga.

RENDA - R$ 310.720,00.

PÚBLICO - 9.562 pagantes (11.147 no total).

LOCAL - Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.