Lucas Uebel/Divulgação
Lucas Uebel/Divulgação

Na reapresentação, Grêmio promete quitar dívidas com jogadores

Clube está realizando um trabalho para diminuir a folha salarial dos atletas

Agência Estado

08 de janeiro de 2014 | 20h41

PORTO ALEGRE - O elenco do Grêmio se reapresentou nesta quarta-feira em clima de insegurança. Os jogadores estão com salários e direitos de imagem atrasados, mas a diretoria garantiu que vai tentar quitar todas as dívidas até sexta-feira, quando o grupo viaja para a pré-temporada em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha.

"Os jogadores do Grêmio sabem do resultado do trabalho realizado nesse final de ano para termos uma receita extraordinária. Provavelmente até o final da semana eliminaremos totalmente esses valores. Grande parte já foi eliminada. Seremos um dos poucos clubes do Brasil que iniciará 2014 sem dívidas", disse o diretor de futebol, Rui Costa.

Para poder manter a folha salarial em dia, o Grêmio tenta se livrar de jogadores caros. Elano deve ser emprestado para o Flamengo e Marcelo Moreno vai reforçar o Cruzeiro. Mas os dois participaram normalmente da reapresentação do elenco, nesta quarta-feira.

No total, 33 jogadores se apresentaram ao técnico Enderson Moreira, entre eles o volante Léo Gago e os meias Marco Antônio e Rondinelly, que têm suas situações indefinidas depois de voltarem de empréstimo. De reforços, apenas o volante Edinho, que estava no Fluminense, e o zagueiro Pedro Geromel, ex-Mallorca.

"É motivo de alegria e satisfação estar à frente de um clube tão tradicional como o Grêmio. Quero parabenizar os jogadores pela classificação à Libertadores e pela bela campanha alcançada no ano passado. Sabemos que isso aumenta nossa responsabilidade e precisamos nos preparar muito para conquistarmos nossos objetivos nessa temporada", comentou Enderson.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.