Na seleção, todos são unânimes: muito cuidado com Zidane

Os jogadores da seleção brasileira já elegeram a maior preocupação para a partida contra a França, no sábado, em Frankfurt, pelas quartas-de-final da Copa do Mundo. Ela é o meia Zinedine Zidane, meia e cérebro da equipe francesa."A qualquer momento ele pode decidir o jogo. Não podemos dar espaço para ele. Todo cuidado é pouco", disse o atacante Robinho, seu companheiro de Real Madrid, que teve o apoio do lateral-direito Cicinho. "Zizou é incomparável e imprevisível. Não vamos fazer marcação individual. Será por setor".O meia Juninho Pernambucano, que atua no futebol francês, alertou ainda que o rival não é apenas Zidane. "Além de ser um time solidário, batalhador, em que todos os jogadores se ajudam, tem jogadores de qualidade como Zidane, Henry, Thuram, Vieira, para falar só desses quatro. Mas todos os 11 jogadores são titulares em grandes equipes".O jogador do Lyon, pentacampeão francês, está preocupado com as jogadas de bola parada. "Eles fazem muito bem essa jogada, é um perigo. Contra a Espanha mesmo marcaram um gol assim, em cruzamento do Zidane", concluiu.O atacante Fred, outro que joga no Lyon, ressaltou que a seleção francesa está mais motivada para encarar o Brasil. "Com a vitória sobre a Espanha, eles pegaram mais moral", contou o jogador, que reencontrará cinco colegas de clube do outro lado - Coupet, Wiltord, Malouda, Abidal e Govou. "Antes da Copa, fizemos várias brincadeiras e falei pra eles que iríamos nos encontrar em algum momento".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.