Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

Na Sul-Americana, Ponte Preta vence 1º jogo internacional em torneio oficial

Diante de grande público, equipe faz 2 a 0 sobre o Deportivo Pasto, da Colômbia

AE, Agência Estado

25 de setembro de 2013 | 21h56

CAMPINAS - O dia foi histórico e a missão bem feita. Em sua primeira partida internacional por um torneio oficial, a Ponte Preta conseguiu largar em vantagem nas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Na fria noite desta quarta-feira, o time campineiro derrotou o Deportivo Pasto, da Colômbia, por 2 a 0, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pelo jogo de ida desta fase da competição.

Com o resultado, a Ponte Preta conquistou a vantagem de jogar por qualquer empate e por uma derrota por um gol de diferença no confronto de volta no dia 22 de outubro, no estádio Departamental Libertad, em Pasto, na Colômbia. Já os colombianos precisam vencer por três gols, desde que não seja vazado.

A Ponte Preta foi a campo com uma equipe mais ofensiva, com Rildo e Adrianinho. Tentando marcar a saída de bola do adversário, o time da casa encontrou dificuldade no começo da partida devido à forte marcação adversária. O Deportivo Pasto congestionou o meio de campo e valorizou bastante a posse de bola. Os atacantes Lalinde e Villota bem que tentaram levar perigo, mas finalizaram em cima da marcação.

A solução encontrada pelo time campineiro foi aproveitar as jogadas de bola parada, já que os colombianos abusavam das faltas. Na primeira boa chance, Rildo desviou cruzamento, o goleiro tentou fazer golpe de vista, a bola tocou no pé da trave e foi para a linha de fundo. Aos 30 minutos, em outra jogada de bola parada, a Ponte Preta abriu o placar. Fellipe Bastos cobrou falta com força e Álvarez deu rebote nos pés de Uendel, que bateu cruzado e entrou para a história como autor do primeiro gol internacional oficial.

Na volta dos vestiários, o cenário da partida não mudou muito. O jogo seguiu equilibrado com muita briga no meio de campo. A Ponte Preta seguiu levando perigo em jogada de bola parada. Adrianinho tentou surpreendeu o goleiro, mas Álvarez conseguiu espalmar para a linha de fundo.

O Deportivo Pasto chegou a assustar. Piedrahita foi até a linha de fundo e fez o cruzamento. A bola tomou o caminho do gol, mas explodiu no travessão. A resposta da Ponte Preta foi imediata, pois no lance seguinte Chiquinho bateu sem ângulo e carimbou a trave superior.

No final da partida, Murillo se chocou com o goleiro e caiu desacordado no gramado. Aproveitando os quase sete minutos de paralisação, os donos da casa ampliaram. Aos 52 minutos, Fellipe Bastos cobrou falta de longe, a bola fez a curva na frente do goleiro e entrou. Bom final para uma festa que começou no início deste ano.

PRIMEIRO CLASSIFICADO

Nesta quarta foi conhecido o primeiro time classificado às quartas de final. É o Lanús, da Argentina, que eliminou a Universidad de Chile, campeã da Sul-Americana em 2011. Na partida de ida, na semana passada, em casa, o time argentino havia goleado por 4 a 0. Em Santiago, na volta, perdeu por 1 a 0, mas avançou para enfrentar o vencedor do duelo entre River Plate e Liga de Loja, do Equador.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa Sul-AmericanaPonte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.