Na véspera da final, torcida do Atlético-MG protesta no CT e pede mais empenho

Torcedores reclamam pelas derrotas para o Cruzeiro no ano e contra o Libertad-PAR na Copa Libertadores

Estadao Conteudo

29 de abril de 2017 | 11h46

Na véspera da primeira partida que decidirá o campeonato estadual, integrantes de torcidas organizadas do Atlético Mineiro foram até o portão de entrada da Cidade do Galo, centro de treinamento do clube, em Belo Horizonte, para cobrar mais empenho e rendimento dos jogadores.


Na manhã deste sábado, quando a equipe comandada pelo técnico Roger Machado tinha treino marcado no CT, dezenas de pessoas entoaram cânticos, tremularam bandeiras e estenderam faixas. Uma delas trazia a mensagem: "Mineiro é obrigação".


Os torcedores estão insatisfeitos com a campanha da equipe nesta temporada, apesar de o Atlético-MG estar na final do Estadual e ocupar posição que o garantiria na próxima fase da Copa Libertadores.


Um dos motivos do protesto é a sequência de resultados ruins contra o rival Cruzeiro. Em dois clássicos disputados neste ano - um pelo Mineiro e outro pela Primeira Liga -, foram duas derrotas. A atuação ruim que resultou no insucesso diante do Libertad, do Paraguai (1 a 0, fora de casa, pela Libertadores), também foi causa de críticas.


Na última semana, antes da partida de volta da semifinal do Campeonato Mineiro, contra a URT - que confirmou o clube na final do torneio -, a torcida já havia ido à Cidade do Galo para se manifestar.


O Atlético Mineiro inicia a decisão do Estadual neste domingo, às 16 horas, diante do Cruzeiro, no Mineirão. A partida terá mando de campo do adversário. O time alvinegro, por ter feito melhor campanha na fase de classificação, tem a vantagem de jogar por dois resultados iguais para ser campeão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.