Divulgação/Chapecoense
Divulgação/Chapecoense

Na véspera de jogo do Catarinense, Chapecoense confirma mais um caso de covid-19

Clube catarinense registra agora dois casos ativos da doença, mas não divulga os nomes

Redação, Estadão Conteúdo

29 de julho de 2020 | 18h43

Um dia antes da partida diante do Avaí, pelo Campeonato Catarinense, a Chapecoense divulgou os resultados de mais uma testagem para covid-19. Das 35 pessoas analisadas, uma deu positivo e agora o clube conta com dois casos ativos da doença - apesar de não confirmar, os dois são jogadores.

A Chapecoense afirmou que o profissional que testou positivo foi afastado, recebeu orientações e será acompanhado pelo departamento médico. Ainda salientou que todos os atletas e outros membros que viajaram à Florianópolis para o jogo testaram negativo. Além dos dois casos ativos, o clube já teve 25 pessoas recuperadas.

O técnico Umberto Louzer deve manter a base da escalação do primeiro jogo, realizado há mais de 20 dias na Arena Condá, em que a Chapecoense venceu por 2 a 0. Na última semana, o comandante ganhou duas opções para montar o time. Isso porque os meias Vini Locatelli, que passou por cirurgia no pé em junho, e Foguinho, que sofreu lesão no tornozelo, estão recuperados e foram relacionados, mas devem ficar no banco.

O volante Willian Oliveira, titular no último jogo, não foi relacionado e pode ser substituído por Ronei, que entrou no decorrer da partida. Anselmo Ramon também ficou fora da lista e, com isso, Alan Grafite e Rone surgem como opções no ataque.

A partida contra o Avaí acontece nesta quarta-feira, às 20h, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis. A Chapecoense pode perder por até um gol de diferença para avançar. Já o adversário precisa vencer por dois gols para levar a decisão aos pênaltis ou por três ou mais gols para se classificar no tempo normal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.