Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Santos sonha com a Libertadores e Cuiabá joga na Vila Belmiro para evitar queda

Em 11º lugar, com 49 pontos, o time comandado pelo técnico Fábio Carille pode chegar aos 52; Fluminense e o América-MG estão em 7º e 8º, com 51 e 50 pontos, respectivamente

Felipe Rosa Mendes, O Estado de S.Paulo

09 de dezembro de 2021 | 05h00

O Santos chega para a última rodada do Brasileirão ainda sonhando com vaga na Copa Libertadores. Na Vila Belmiro, o time vai se despedir da torcida neste ano diante do Cuiabá, às 21h30 desta quinta-feira, com a meta de somar os três pontos e ficar com uma das duas vagas na fase preliminar do principal torneio sul-americano. Do outro lado, o Cuiabá quer assegurar a permanência na primeira divisão.

Em 11º lugar, com 49 pontos, o time comandado pelo técnico Fábio Carille pode chegar aos 52. O Fluminense e o América-MG estão em 7º e 8º, com 51 e 50 pontos, respectivamente. E começam a rodada com um pé dentro da fase preliminar da Libertadores. O Cuiabá precisa ao menos de um empate para acabar com qualquer risco de queda.

O time do Mato Grosso está em 15º, com 46 pontos. Se perder, será rebaixado em caso de vitórias de Bahia e Juventude porque ambos têm 43 e ficariam com uma vitória a mais que o Cuiabá. O time de Salvador vai encarar o Fortaleza, fora, enquanto os gaúchos terão pela frente o Corinthians em Caxias do Sul.  

Em campo, o Santos terá a seu favor o bom momento vivido pela defesa. O time da Vila sofreu apenas um gol nos últimos três jogos e três gols nos últimos sete. O mérito é de Carille, que ajustou o setor com uma zaga de três zagueiros. Sob o comando do treinador, a defesa passou incólume em 60% dos jogos.

O treinador também acertou ao escolher zagueiros, como Luiz Felipe, que se destacam nas bolas aéreas, o maior calcanhar de Aquiles do Santos nas últimas duas temporadas. Carille ainda impôs uma postura mais defensiva ao meio-campo. O volante Vinícius Zanocelo, por exemplo, também ajuda os zagueiros nas bolas aéreas. Levando em consideração apenas o segundo turno, o time faz campanha de G-6.

O problema para o treinador será o ataque nesta quinta. Ele não terá Marcos Leonardo, autor de quatro gols nos últimos três jogos, e Raniel. Ambos levaram o terceiro cartão amarelo na rodada passada e vão cumprir suspensão nesta quinta. As opções mais diretas são os experientes Diego Tardelli e Léo Baptistão. Mas ambos estão longe de suas melhores condições físicas e técnicas.

Tardelli ainda se recupera de um edema na coxa, enquanto Baptistão está voltando de lesão após ficar afastado por mais de 40 dias. Outra opção é o jovem Angelo, que substituiu Marinho no decorrer do último jogo. A tendência é Carille escalar o trio ofensivo com Marinho, Angelo e Baptistão.

Do outro lado, o Cuiabá sabe que um empate será o suficiente para permanecer na Série A. Mas o técnico Jorginho não vai aliviar. Ele terá força máxima a sua disposição para buscar ao menos um ponto fora de casa e garantir o time na elite pelo segundo ano consecutivo.

O treinador terá os retornos do lateral João Lucas e do atacante Clayson, que cumpriram suspensão na rodada passada. Jorginho evitou confirmar ambos como titular, mas Clayson poderá começar o jogo no banco de reservas, dando lugar a Elton.

O mesmo vale para o volante Auremir. Ele voltou ao time na rodada passada, entrando apenas no segundo tempo porque estava sem ritmo de jogo. Havia ficado afastado do Cuiabá por oito jogos. Por isso, também poderá entrar em campo na Vila Belmiro no decorrer da partida.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS X CUIABÁ

SANTOS - João Paulo; Kaiky, Luiz Felipe e Danilo Boza; Madson, Camacho, Vinícius Zanocelo, Lucas Braga; Marinho, Angelo e Leo Baptistão (Diego Tardelli). Técnico: Fábio Carille.

CUIABÁ - Walter; João Lucas (Lucas Ramon), Paulão, Alan Empereur e Uendel; Camilo, Auremir, Max e Felipe Marques; Jonathan Cafu (Rafael Gava) e Clayson (Elton). Técnico: Jorginho.

ÁRBITRO - Wagner do Nascimento Magalhães (RJ/Fifa).

HORÁRIO - 21h30.

LOCAL - Vila Belmiro, em Santos (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.