Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Na volta à Vila Belmiro, Santos recebe Atlético-GO e tenta evitar nova queda

Comandados de Jorge Sampaoli perderam por 1 a - no primeiro duelo, ocorrido em Goiânia

Leandro Silveira, O Estado de S.Paulo

11 de abril de 2019 | 04h30

Há quase três meses sem jogar na Vila Belmiro, o Santos volta ao seu estádio nesta quinta-feira para tentar evitar nova eliminação na temporada 2019. Após cair na primeira fase da Copa Sul-Americana para o uruguaio River Plate e nas semifinais do Campeonato Paulista para o Corinthians, o time vai receber o Atlético-GO, a partir das 21h30, em busca da vaga na quarta fase da Copa do Brasil.

O Santos até abriu a temporada 2019 na Vila, tendo derrotado a Ferroviária na sua estreia no Paulistão, mas depois a fechou para concluir obras de modernização, passando a atuar como mandante no Pacaembu, onde jogou sete vezes, com seis vitórias e uma derrota.

O retrospecto pode ter sido bom, mas o time já caiu em dois torneios no ano, com ambas as quedas ocorrendo no Pacaembu. Assim, o Santos também vê a volta à Vila Belmiro na semana do aniversário do clube - completará 107 anos de fundação no domingo - como um reforço para não decepcionar na Copa do Brasil.

Se a queda para o uruguaio River Plate foi um vexame, a da última segunda-feira não foi vista assim. O Santos deixou o Pacaembu aplaudido pelos seus torcedores após a derrota por 7 a 6 nos pênaltis para o Corinthians - havia triunfado por 1 a 0 no tempo regulamentar. Mas o cenário do confronto com o Atlético-GO é bem parecido ao da semifinal do Paulistão.

Derrotado por 1 a 0 na semana passada em Goiânia, o Santos precisará vencer por ao menos dois gols de diferença nesta quinta-feira para evitar nova disputa de pênaltis. Mas dessa vez não vai poupar ninguém, ao contrário do que havia realizado no confronto de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Agora, então, o Santos espera ser mais eficiente quando tiver oportunidades de gol. Mas também terá desfalques, sendo o principal deles o seu artilheiro, o meia Jean Mota, que sofreu uma pequena lesão no ligamento colateral medial do joelho direito no clássico contra o Corinthians. E a sua ausência, inclusive, permitirá ao peruano Cueva a ter mais uma chance como titular, mesmo após atuações apagadas nas semifinais do Paulistão.

O Santos também terá duas novidades na escalação. Everson, escolhido para ser o titular nas copas, começará jogando, assim como havia ocorrido em Goiânia. E Jorge, que não estava inscrito no Paulistão, voltará ao time, levando Diego Pituca a atuar no meio-campo, após ser improvisado como lateral-esquerdo na segunda-feira. 

"Não conheci ainda a nova Vila Belmiro, não olhei e vou ver pessoalmente. Sei que foi uma transformação enorme pelo que falam, de torcedores mais próximos e é uma sensação maravilhosa para nós. Temos que entrar sabendo de todo o apoio possível para classificar e saber que quando fizermos gols, temos que comemorar com eles ali perto", afirmou Jorge.

Ao contrário do Santos, o Atlético-GO conseguiu avançar à final do seu estadual, o Campeonato Goiano, no último fim de semana ao passar pelo Vila Nova. E embora com as atenções divididas pelo clássico de domingo com o Goiás, no Estádio Olímpico, atuará com força máxima na Vila Belmiro. A formação escolhida pelo técnico Wagner Lopes será a mesma que venceu o Vila Nova por 1 a 0 no domingo.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS X ATLÉTICO-GO

SANTOS - Everson; Victor Ferraz, Felipe Aguilar, Lucas Veríssimo e  Jorge; Carlos Sánchez, Alison, Cueva, Pituca; Soteldo e Derlis González. Técnico: Jorge Sampaoli.

ATLÉTICO-GO - Maurício Kozlinski; Jonathan, Lucas Rocha, Gilvan e Nicolas; Pedro Bambu, Washington e Jorginho; Matheus, Pedro Raul e Mike. Técnico: Wagner Lopes.

ÁRBITRO - Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ).

HORÁRIO - 21h30.

LOCAL - Vila Belmiro, em Santos.

 

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.