Na volta, Carlos Alberto Alberto compara Flu a colo de mãe

O meia Carlos Alberto finalmente foi apresentado nesta quinta-feira pelo Fluminense, depois de uma tumultuada negociação com o Corinthians e a MSI. O 14.º reforço do tricolor carioca para 2007 já treinou com o grupo na Granja Comary, em Teresópolis, local da pré-temporada. ?Fiz questão de participar de perto da negociação, até porque chegou uma hora em que a situação ficou complicada e precisava de algo mais?, disse Carlos Alberto, que foi revelado nas divisões de base da equipe e negociado em 2004 com o Porto, de Portugal, pelo qual conquistou a Liga dos Campeões e o Mundial Interclubes.?Estava passando mal de tanta ansiedade e cheguei a ser grosso com algumas pessoas, inclusive meus pais, a quem peço desculpas.? Aos 22 anos, Carlos Alberto assinou contrato por um ano com o Fluminense e terá a responsabilidade de liderar um time que se reforçou muito, pelo menos em quantidade - chegaram os atacantes Alex Dias (ex-São Paulo), Rafael Moura (Corinthians) e Soares (Figueirense); os meio-campistas Fabinho (Inter), David (Marília), Cícero (Figueirense) e Thiago Neves (Vengalta Sendai, do Japão); os laterais Ivan (Atlético-PR), Carlinhos (Avaí) e Júnior César (Botafogo); e os zagueiros Renato Silva (Flamengo), Douglas (Cabofriense) e Luiz Alberto (Santos). ?Este momento é único e de alegria porque estou voltando. É um caso de amor antigo. Volto para o colo da minha mãe?, afirmou Carlos Alberto, encantado pela volta às origens. Já sobre o técnico Emerson Leão, pivô de sua saída do Corinthians, por causa de uma briga no ano passado durante um jogo na Argentina, pela Copa Sul-Americana, o meia desconversou: ?Sobre esse senhor não tenho que falar mais nada. Que ele seja feliz na vida dele e eu na minha?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.