Na volta da torcida ao Pacaembu na Libertadores, Corinthians bate o Tijuana

Diante de mais de 30 mil, Alvinegro ganha por 3 a 0 e reage na competição

Demétrio Vecchioli, Agência Estado

14 de março de 2013 | 00h07

SÃO PAULO - No seu reencontro com a torcida no Pacaembu, o

Era nas costas de Pablo Aguilar que o jogo acontecia. E foi por lá que o Corinthians fez dois gols em questão de 10 minutos. Romarinho já estava à beira do campo esperando para substituir Pato quando Renato Augusto recebeu bela enfiada de Alessandro e chutou forte. A bola bateu no travessão, na trave, no travessão de novo, e voltou para a pequena área, onde Pato estava esperto para marcar.

Mal comemorou e o atacante deixou o jogo, reclamando dores musculares. Mas Pato não faria falta, tão fácil que estava a partida para os donos da casa. Aos 34, Renato Augusto cruzou e Paulinho cabeceou para fora. No minuto seguinte, o meia tocou para Alessandro, que colocou no pé de Guerrero para o peruano marcar o segundo.

Toda a tranquilidade que o Corinthians teve no primeiro tempo foi embora na virada do intervalo. Desde os primeiros minutos o Tijuana criou chances, mas pegou nas finalizações. A começar por Moreno, que mandou boa oportunidade por cima do travessão aos 3 minutos. Depois foi Arce, que recebeu livre, vindo de trás, e chutou para longe. A terceira chance desperdiçada foi por Martínez, que também errou a mira.

Mas a pressão mexicana durou menos de 20 minutos. Com tranquilidade o time corintiano colocou a bola no chão e voltou a controlar o jogo. Depois de neutralizar o Tijuana, chegou ao terceiro gol. Renato Augusto bateu falta na área, Guerrero escorou e Paulinho fez de cabeça.

CORINTHIANS 3 X 0 TIJUANA

CORINTHIANS - Cássio; Alessandro, Paulo André, Gil e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo (Jorge Henrique) e Renato Augusto (Douglas); Alexandre Pato (Romarinho) e Guerrero. Técnico - Tite.

TIJUANA - Saucedo; Àbrego (Garza), Gandolfi, Aguilar e Nuñez; Pellerano, Arce, Corona (Ruiz) e Fidel Martínez; Moreno e Riascos (Marquez). Técnico - Antonio Mohamed.

GOLS - Alexandre Pato, aos 25, e Guerrero, aos 35 minutos do primeiro tempo; Paulinho, aos 36 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Enrique Osses (Chile).

CARTÕES AMARELOS - Paulinho, Alessandro, Arce, Pellerano, Moreno, Aguilar e Nuñez.

RENDA - R$ 2.049.017,50.

PÚBLICO - 31.671 pagantes.

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.