Na volta de Ballack, Alemanha vence com gol nos acréscimos

Na volta do meia Michael Ballack, a Alemanha sofreu para superar a arqui-rival Polônia por 1 a 0, nesta quarta-feira, na abertura da segunda rodada da Copa do Mundo 2006. O destaque do confronto, que aconteceu no Westfalenstadion, em Dortmund, foi o goleiro Artur Boruc, que evitou inúmeras tentativas dos donos da casa, mas sofreu o gol aos 44 minutos da etapa final.Com o resultado, a Alemanha se isola provisoriamente na liderança do Grupo A, com seis pontos. Caso o Equador (3 pontos) supere a Costa Rica (0), nesta quinta-feira, em Hamburgo, os alemães já garantirão uma vaga nas oitavas-de-final.Somado a isso, os germânicos mantiveram um retrospecto favorável diante dos poloneses. Em 15 partidas já disputadas, os tricampeões mundiais venceram 11 vezes e empataram as restantes.A partida Precisando se redimir do fracasso diante do Equador, a Polônia partiu para cima dos anfitriões e teve a primeira chance real de gol aos 8 minutos. O atacante Maciej Zurawski arriscou da entrada da área, mas o goleiro Jens Lehmann fez boa defesa. No lance seguinte, Ballack fez bela jogada pela esquerda e rolou para o atacante Miroslav Klose, que chutou forte, mas Artur Boruc evitou para infelicidade da torcida local.Maior estrela da seleção alemã, Ballack, que não atuou na partida de estréia devido a uma contusão na panturrilha direita, voltou a jogar numa Copa do Mundo após dois jogos e quatro anos - ele cumpriu suspensão na final contra o Brasil, em 2002.Impondo-se mais em campo, os alemães tiveram grande oportunidade aos 20. Depois de boa jogada de Philipp Lahm na esquerda, o lateral alçou na pequena área e Klose, à queima-roupa, cabeceou para fora. A equipe comandada pelo treinador Jürgen Klinsmann diminuiu o ritmo e só voltou a assustar os adversários aos 45. Em uma boa triangulação, Shweinsteiger deixou Podolski cara a cara com o goleiro polonês, mas o jogador do Colônia arrematou para fora.Após o intervalo, os poloneses voltaram melhor. Com 11 minutos de jogo na etapa complementar, o atacante Ireneusz Jelen mandou forte de fora da área, mas Lehmann encaixou. A Alemanha acordou e voltou a levar perigo aos 20. Em um cobrança de falta, Torsten Frings mandou uma bomba na barreira e, no rebote, Klose bateu no canto esquerdo, mas Boruc espalmou.Com mais espaço em campo depois da expulsão de Radoslaw Sobolewski, os anfitriões do Mundial se jogaram para o ataque. Aos 35, Lahm fez ótima jogada pela esquerda e colocou no canto, mas Boruc evitou. Em seguida, Klose, sozinho na pequena área, completou cruzamento e o goleiro polonês fez novo milagre.Klose e Ballack acertaram o travessão duas vezes no mesmo lance, aos 44min. Mas, nos acréscimos, conseguiu abrir o marcador. David Odonkor foi lançado na direita e cruzou rasteiro para área. Oliver Neuville, que havia entrado no lugar de Podolski, se antecipou a Boruc e empurrou para as redes, levando a torcida alemã à loucura. Na última rodada do Grupo A, a Alemanha terá pela frente o Equador, na próxima terça-feira (20), em Berlim. No mesmo dia, a Polônia joga contra a Costa Rica, em Hannover.Alemanha 1 x 0 PolôniaAlemanha: Lehmann; Friedrich (David Odonkor), Mertesacker, Metzelder e Lahm; Schneider, Frings, Ballack e Schweinsteiger (Tim Borowski); Klose e Podolski (Oliver Neuville). Técnico: Jürgen Klinsmann.Polônia: Boruc; Bak, Baszcynski, Bosacki e Zewlakow; Krzynowek (Mariusz Lewandowski), Sobolewski, Radomski e Smolarek; Jelen (Brozek) e Zurawski. Técnico: Pawel Janas.Gol: Oliver Neuville, aos 46 minutos do segundo tempo. Árbitro: Luis Medina Cantalejo (ESP). Cartões amarelos: Krzynowek, Sobolewski, Boruc, Ballack, Odonkor e Metzelder. Cartão vermelho: Sobolewski. Local: Westfalenstadion, em Dortmund.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.