Na volta de Fábio e com gol de Dedé, Cruzeiro vence na última rodada do Mineiro

Zagueiro retorna ao Mineirão pela primeira vez após longo tempo lesionado e garante Raposa em segundo

Estadão Conteudo

09 de abril de 2017 | 13h06

Em dia muito especial para dois dos líderes do elenco do Cruzeiro, a equipe celeste correspondeu em campo e venceu pela última rodada do Campeonato Mineiro. Mesmo com uma escalação reserva, os comandados de Mano Menezes derrotaram o Democrata de Governador Valadares por 2 a 0, no Mineirão, na volta do goleiro Fábio aos gramados. O zagueiro Dedé, outro que se recuperou de lesão recentemente, marcou um dos gols.

Com a segunda colocação na classificação geral assegurada, Mano poupou seus titulares. Mas se o confronto não tinha grande peso, ganhou em importância pela presença de Fábio. Recuperado de uma grave lesão no joelho direito, sofrida ainda em agosto do ano passado, o ídolo cruzeirense só retornou aos campos neste domingo e pouco foi exigido.

A volta de Dedé aconteceu já há algum tempo. No último dia 21, o jogador participou do empate com o Joinville, pela Copa da Primeira Liga, após mais de um ano afastado por lesão no joelho direito. Neste domingo, no entanto, foi o retorno ao Mineirão, e não poderia ter acontecido de forma mais especial: com gol, o primeiro da partida.

O jogo era bastante morno em seu início neste domingo, até Dedé balançar a rede aos 17 minutos. O volante Lucas Silva, outro que tentava aproveitar a oportunidade de Mano Menezes para mostrar serviço, cobrou falta pela esquerda sem muita força, na barreira. Mas a bola correu até o zagueiro cruzeirense, que deu o carrinho para marcar, em posição duvidosa.

O gol pouco mudou o panorama da partida, que seguiu bastante sonolenta, muito em função da ausência de ambição das duas equipes em campo. O Cruzeiro ainda tentou em algumas finalizações, principalmente com o sempre esforçado Ábila, mas não assustou mais o gol de Alencar.

A segunda etapa trouxe o mesmo cenário, e o Cruzeiro seguia sem incomodar. Até que Ábila finalmente conseguiu fazer a diferença. Aos 25 minutos, ele sofreu pênalti de Gerley, que afastou a bola da área mas deixou o pé no peito do rival após o chute. O próprio argentino bateu com categoria e marcou. Já Gerley recebeu o cartão vermelho e foi expulso.

Com desvantagem numérica, o Democrata se arriscou ainda menos no ataque e poupou Fábio. O goleiro praticamente não teve trabalho em seu retorno e não conseguiu mostrar serviço para brigar com Rafael, que foi bem durante sua ausência e conquistou a confiança de Mano Menezes.

De qualquer forma, a vitória levou o Cruzeiro a 27 pontos, com a segunda vaga para as semifinais do Mineiro. Agora, no entanto, o foco volta-se para a Copa do Brasil, pela qual o time visita o São Paulo na quinta-feira. Já o Democrata se despede do campeonato na décima colocação, garantido na primeira divisão de 2018.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.